Novembro Negro movimenta quilombos e instituições escolares no interior da Bahia

Fotos: Divulgação

Por Uilson Viana*

O mês da consciência negra comemorado em todo o Brasil, este ano teve uma programação especial em diversos cantos e recantos do interior da Bahia. Com destaque para as comunidades quilombolas de Volta Grande de Barro Alto, Segredo de Souto Soares e algumas instituições escolares, a exemplo do IF Baiano e UNEB em Xique Xique.

No quilombo de Segredo a programação que deu inicio desde o dia 01 de Novembro,se estendeu até o dia 25 contando com atividades culturais, educativas, lúdicas, esportivas e de formação. Rodas de leitura, de conversa, danças, desfile da beleza negra, maratona foram algumas ações de destaque deste Novembro Negro.

O racismo na mídia foi tema da palestra proferida pelo jornalista Uilson Viana no dia 19/11 onde os participantes puderam de forma interativa discutir sobre como é produzido o racismo nos meios de comunicação e como o corpo negro é “enquadrado” num modelo de comunicação branco. Além disto, foram partilhadas experiências do racismo institucional vivenciado por participantes ali presentes. O evento é realizado pela Associação de Povos Remanescente de Quilombo de Segredo e conta com o apoio da Diretoria de Promoção da Igualdade Racial.

Já em Xique-Xique a I edição do Novembro Negro ocorrida entre os dias 21 a 24/11 no campus da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) contou com a realização do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABI) do IF Baiano Campus Xique-Xique. Dentre as atividades, destacam debates no formato de mesa-redonda, roda de conversa, mini-curso, exibição de filme e documentário. De acordo com a professora Shauane Freire professora do IF e coordenadora do NEABI, o evento serviu para provocar uma reflexão tanto dos alunos como na comunidade externa sobre  “a Questão do Negro no Brasil, de modo a avançar nas ações necessárias para diminuir as desigualdades raciais em suas diversas dimensões”, ponderou.

Ainda de acordo com a professora Shauane “a temática da mesa intitulada Território e Cultura: Resistência e Identidade Negra, deu tom a todo o evento e teve como participantes Uilson Viana- membro da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas/CONAQ e doutorando em Estudos Étnicos e Africanos pela UFBA, Medson Janer, Babalorixá, professor da UNEB e coordenador do curso de engenharia agronômica da Faculdade Irecê, e  Hugo Gama representando o Movimento Black Power de Xique-Xique”.

A Lei 11.645 que trata da obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena, discussão sobre Filosofia Africana e Afro-Diaspórica e roda de conversa sobre Mulher e Juventude Negra compuseram ainda a vasta programação envolvendo grupos e ativistas locais a exemplo do coletivo feminista da cidade.

Em Volta Grande, a Associação dos Remanescentes de Quilombolas promoveu no dia 23/11 um momento de dialogo com seus associados, onde estes tiveram a oportunidade de conhecer de forma mais aprofundada sobre a história dos Quilombos no Brasil e o processo de resistência a fim de entender como os quilombolas persistem até hoje seguindo ideais de lutas e combate ao racismo e da visão distorcida sobre o lugar onde estes moram, criam seus filhos e refazem todos os dias a sua historia fincada na ancestralidade de matriz africana.

* Doutorando em Estudos Étnicos e Africanos; Jornalista (DRT – 0005198/BA); Mestre em Educação; Especialista em Educação Contextualizada e em Gênero e Raça; Administrador; Técnico Agrícola; Professor.

Câmara Municipal de Irecê aprova Projeto de Lei que pretende levar Capoeira às escolas públicas

Mestres de Capoeira e Capoeiristas participam de sessão na Câmara. Foto: Juliano Ferreira/IrecêPress

Por Juliano Ferreira

No mês em que se comemora o Novembro Negro, a Câmara Municipal de Irecê recebeu diversos Mestres de Capoeira e Capoeiristas em seu plenário com berimbau,atabaque e a ancestralidade de matrizes afro-brasileiras, e aprovou o Projeto de Lei do Legislativo nº 26/2018 que tem por objetivo “Instituir o reconhecimento do caráter educacional e formativo da capoeira em suas manifestações culturais e esportivas e permitir a celebração de parcerias para o seu ensino nos estabelecimentos de educação básica públicos”.

Mestres de Capoeira e Capoeiristas participam de sessão na Câmara. Foto: Juliano Ferreira/IrecêPress

O Projeto de Lei é de autoria do Vereador Toinho do Judô (PRB), membro da bancada de oposição na Câmara e foi aprovado por todos os vereadores presentes. Agora, o executivo precisa sancionar o Projeto de Lei.

Para Murilo Franca, relator da Comissão de Justiça e Redação, que deu parecer favorável ao projeto, “A capoeira é símbolo de luta e resistência e até 1930 ela era proibida. Hoje temos a capoeira reconhecida em 2014 como patrimônio da humanidade”, pontuou.

Com Mesa Diretora esvaziada, Presidente Figueredo e 1ª Secretária Meire Joyce conduzem a sessão. Foto: Juliano Ferreira/IrecêPress

O Mestre Franck disse à reportagem que desenvolve um trabalho em Irecê a aproximadamente 40 anos, trabalho de prevenção, de conscientização e o mais importante de formação de caráter do cidadão. “A capoeira é apresentada como ferramenta educacional e tem muito a contribuir com o fortalecimento da nossa cultura onde a população ireceense só tem a ganhar com isso”, disse.

O Mestre Marreta arrematou: “A Capoeira tem o poder de transformar os jovens”. E o Mestre Amarai reportou que “a capoeira tem sido instrumento de inclusão social”. “Parabenizo nossos patriarcas da Capoeira”.

“Quero agradecer ao meu Mestre que faleceu aos 60 anos de idade, quero agradecer a ele, pois a capoeira nos faz entrosar enquanto ser humano”, refletiu Mestre Ginga, que traz consigo 35 anos de experiência na Capoeira.

O Mestre Sucuri de Curaçá, no extremo-norte da Bahia, agradeceu aos vereadores e sintetizou: “A Capoeira é um grupo que ajuda uns aos outros, a capoeira na escola só vai fortalecer na cidadania de nossas crianças. A sessão também contou com a presença do Mestre Marreta de Juazeiro-BA.

De acordo com o Artigo 3º do Projeto, “Os estabelecimentos de educação básica públicos, poderão celebrar parcerias com associações ou outras entidades que representem e congreguem mestres e demais profissionais de capoeira”.

Estiveram presentes nesta 22ª sessão, Toinho do Judô (PRB), Consuelo Dourado e Leo da Unibel (PSDB), Margarida Cardoso e Espedito Moreira (Podemos), Valdereis Lopes e Irisvan do Angical (PSD), Fabiano Bia e Murilo Franca (PPS), o presidente da Mesa Diretora, Figueredo (PSB), Meire Joyce, 1ª secretária (Rede), e o líder do governo, Tertinho (PTB). Edilson Alecrim, vice-presidente da Mesa Diretora (PP) e Paulo Joaquim, 2º secretário (Podemos), não compareceram, mas Margarida Cardoso os desejou as boas-vindas a bancada de oposição. Luciano Silva (PV) também faltou.

“A prática de esportes em nosso município acontece na raça por pessoas que acreditam, a gente percebe pelo orçamento do esporte quando vem para a Câmara, fica em último plano”, finalizou Figueredo.

Festival de Música de Calouros revela novos talentos em Irecê

Fotos: Ascom/PMI.

Na última sexta e sábado (09 e 10/11), paralelo ao Encontro Literário, aconteceu o Festival de Música de Calouros de Irecê (Femuci), na Praça do Requintes. Organizado pelo Núcleo de Cidadania do Adolescente de Irecê (Nuca), sendo mais uma ação para o Selo Unicef 2018, o evento buscou resgatar a arte musical local, revelando novos talentos da região.

Leia mais:

Encontro Literário de Irecê encanta público na Praça do Requintes

Ao todo, 30 participantes de até 25 anos foram selecionados em audições, após inscrição por edital. Um grande público prestigiou as apresentações, que no último dia ainda contou com a participação de Rayanne Martins, cantora revelação da região.

Segundo o prefeito Elmo Vaz, o Femuci deve ser cada vez mais valorizado, pois revela o melhor da arte local. “Temos muitos talentos que para desabrocharem precisam de uma oportunidade como esta. Parabenizo a cada um dos participantes”, disse.

Confira a lista dos melhores colocados:

1º lugar – Bruno Alves

2º lugar – Beatriz Santana

3º lugar – Manoel e Ewerton (dupla)

4º lugar – Elaine Carvalho

5º lugar – Raissa Matias

Revelação infantil: Silvia Cristina, 10 anos.

Veja mais fotos: https://goo.gl/3sx9nG

(Ascom)

Encontro Literário de Irecê encanta público na Praça do Requintes

Fotos: Ascom/PMI.

Entre os dias 08 e 10/11 a Praça do Requintes recebeu o Encontro Literário de Irecê, promovido pela Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Educação. O público compareceu em massa ao espaço, que foi o ponto de encontro de variadas manifestações artísticas e culturais.

Segundo o prefeito Elmo Vaz, foi gratificante ver a praça sempre cheia durante os três dias do evento. “Nosso povo gosta e valoriza a boa cultura, é tanto que tivemos uma adesão em massa”, destacou. “Manifestações culturais como essa, com famílias inteiras presentes, interagindo e se interessando pela cultura e suas linguagens não tem preço”.

A escritora Núbia Paiva, homenageada do evento, externou sua alegria. “Todas as coisas lindas que vi e senti no Encontro só me confirmam que estamos no caminho mais bonito, mais amoroso e mais verdadeiro. Nossa escola pública dá certo sim; é nesse lugar que está nosso povo, nossas crianças, nossa riqueza”, falou. “Gratidão às Escolas e à Secretaria Municipal de Educação pela sensibilidade que usaram, sem moderação, para tecer cada cantinho desse evento. Obrigada à Prefeitura de Irecê pelo apoio e presença verdadeiramente marcantes”.

Já o secretário municipal de Educação, Agnaldo Freitas, destacou o sucesso do tema trabalhado, ‘Comunidades em Conexões Leitoras’, que conseguiu proporcionar o diálogo entre a literatura e outras linguagens, a exemplo da ciência, arte, música e dança. “Foi muito bonito ver e vivenciar a literatura e suas conexões nas tendas e instalações montadas na praça. Vamos continuar inovando, dando o nosso melhor, pois vale muito a pena”, comemora.

Veja imagens:

(Ascom)

Neojiba realiza capacitação musical para jovens em Irecê

Fotos: Ascom/PMI

Os Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba) está realizando em Irecê o III Seminário Pedagógico, iniciativa que vai capacitar 60 jovens músicos integrantes de projetos musicais e filarmônicas. A ação acontece até hoje (17), e conta com atividades voltadas ao ensino e à prática musical coletivas para bolsistas contemplados pelo Programa de Capacitação em Ensino Musical Coletivo (Procec), através da Rede de Projetos Orquestrais da Bahia.

Aulas de música, ensaios, apresentações de grupos locais parceiros e apresentações públicas fazem parte das atividades nos cinco dias de imersão do Seminário. A abertura aconteceu no Colégio Modelo, e as demais aulas na Escola Parque e Hotel Copa 70.

Segundo o prefeito Elmo Vaz, “a escolha de Irecê para sediar o seminário foi devido a abrangência do trabalho realizado pelo maestro Gerry Andrade, que coordena diversas filarmônicas na região, e agora o Projeto Ireceense de Música (PIM), apoiado pela Prefeitura de Irecê”, disse, destacando que atualmente 20 jovens multiplicadores, alunos do maestro Gerry estão participando do seminário, ampliando o potencial da região no ensino de música.

Uma das instituições de ensino que abraçaram o projeto do Neojiba em Irecê foi a Escola Parque, que recebeu nessa quarta-feira (14) oficinas voltadas para a formação de multiplicadores de orquestra. “Abraçamos esse projeto, que tem atuação destacada na formação musical das nossas crianças, com aulas de violino, violoncelo e viola”, destacou a diretora Mabel Dourado. “Só temos a agradecer por essa linda parceria”.

Criado em 2007 a partir da iniciativa de seu diretor fundador, o maestro e pianista Ricardo Castro, o Neojiba tornou-se uma das ações prioritárias do Governo do Estado da Bahia. Vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (Justiça Social), beneficia cerca de 6,5 mil crianças, adolescentes e jovens, direta e indiretamente, em todo o estado.

(Ascom)

Encontro Literário e Festival de Música promovem cultura em Irecê de 8 a 10 de novembro

Arte: Ascom PMI.

Por Ascom PMI

Um espaço para várias linguagens, manifestações artísticas e culturais, encontros com as artes, beleza e olhares sensíveis. Assim acontece, de 08 a 10 de novembro, na Praça da Prefeitura e Calçadão, o Encontro Literário e o Festival de Música de Calouros 2018.

Iniciativa da Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Educação, este ano o Encontro Literário traz o tema ‘Comunidades em Conexões Leitoras’, proporcionando o diálogo entre a literatura e outras linguagens, a exemplo da ciência, arte, música e dança.

O evento homenageia a escritora ireceense Núbia Paiva, que também é pedagoga com especialização em educação infantil e professora universitária na área de alfabetização e literatura infantil.

Na sexta e no sábado, dias 09 e 10, também acontece no espaço o Festival de Música de Calouros de Irecê (Femuci), que visa resgatar a arte musical local, revelando novos talentos da região. Com 30 concorrentes, o Festival tem início às 18h e é organizado pelo Núcleo de Cidadania do Adolescente de Irecê (Nuca) e Conselho Municipal das Crianças e dos Adolescentes (CMDCA).

Irecê-BA recebe projeto cultural ‘Arena Interativa Coca-Cola’ entre 25 e 28 deste mês

Arte: Divulgação/PMI

Por Ascom PMI

A cidade de Irecê, na Chapada Diamantina Setentrional vai receber, entre os dias 25 e 28/10, a Arena Interativa Coca-Cola.

A ação acontece na Praça Chico Mendes, conhecida também como Praça do Requintes a partir das 15h, e conta com diversas atividades de lazer, esportes, educação e música.

Segundo o secretário de Cultura de Irecê, Sólon Barretto, os visitantes da Arena Interativa poderão ainda experimentar os brinquedos e equipamentos de esportes radicais. “Teremos atrações como a Girobike, o Full Pipe, o Bungee Trapolim e a Torre de Escalada”, afirmou.

Ainda segundo Sólon, serão disponibilizados espaços para a prática de skate, futebol de golzinho, basquete de rua, tênis de mesa e jogos de tabuleiro; e no palco, desde às 15h, diversas apresentações de música, dança e teatro.

A Arena Interativa Coca-Cola tem apoio da Prefeitura de Irecê e do Governo do Estado da Bahia, através do Faz Atleta.

Edição: Juliano Ferreira

Virada Radical acontece neste sábado (22) em Irecê-BA

Banda Dominus fará show no evento Virada Radical em Irecê. Arte: Divulgação.

Por Juliano Ferreira

O evento Virada Radical ocorre neste sábado (22) em Irecê-BA. De acordo com a organização, a partir das 13h30 haverá pregações, orações e louvor no Centro Paroquial, ao lado do Hospital Regional de Irecê e a noite, a partir das 19h, shows com Ronaldo Koelho e a Banda Dominus.

O apoio é da Prefeitura de Irecê através da Secretaria de Cultura e do Vereador Fabiano Bia. A organização é da Paróquia São Domingos.

Confira a programação completa da Fligê – Feira Literária de Mucugê-BA em formato pdf

Por Juliano Ferreira

Acesse aqui o livro com a programação completa da Fligê – Feira Literária de Mucugê, que acontece desde ontem, (16) e vai até o dia 19 com uma grande diversidade de atrações culturais e literárias.

Saiba mais:

Fligê – Feira Literária de Mucugê: Literatura e Resistência – A vida nos rastros da palavra começa hoje (16)

Fligê – Feira Literária de Mucugê: Literatura e Resistência – A vida nos rastros da palavra começa hoje (16)

Por Juliano Ferreira

A Feira Literária de Mucugê-BA começa hoje (16) e vai até o dia 19 de agosto. As atrações são gratuitas.

Na programação, além de muito conhecimento e aprendizado, haverá Conferências, Rodas de conversas, Lançamentos de livros, Oficinas – Leituras performadas – Contação de estórias – Fligêcine – Fligezinha – Fligêetu.