Ouvidoria do Município de Irecê cumpre papel pioneiro no atendimento aos cidadãos

A imagem pode conter: 1 pessoa
Fábio Nunes, Ouvidor Geral do Município discursa na tribuna da Câmara. Foto: Divulgação.

Por Juliano Ferreira

Ouvir as demandas da população e fazer com que estas demandas, sejam elas, reclamações, elogios, sugestões, críticas ou solicitações são recebidas, encaminhadas as instâncias competentes e devolvidas ao cidadão com retorno de até 24 horas, este é o principal objetivo da Ouvidoria do Município de Irecê.

De acordo com Fábio Nunes, Ouvidor Geral do Município, “uma ouvidoria pública atua no diálogo entre o cidadão e a administração pública, de modo que as manifestações decorrentes no exercício da cidadania provoquem contínua melhoria nos serviços prestados”.

A ouvidoria funciona através de telefone fixo, e-mail e com caixas de sugestão, presentes nos diversos setores da administração pública municipal. “Um dos nossos diferenciais é que a ouvidoria não funciona somente através de nossos canais, mas de forma presencial, de 8h às 12h no prédio da Prefeitura Atende, e das 14h às 17h através dos nossos canais”, pontua Nunes.

Em 28 de julho de 2017, o órgão realizou um Seminário com o tema: Ouvidoria cidadã – Um instrumento de construção coletiva, que teve por objetivo tornar conhecido o papel da ouvidoria e principalmente criar as ouvidorias da Saúde e da Educação. Estiveram presentes como palestrantes, a ouvidora do SUS no Estado da Bahia, Celurdes Carvalho e o Advogado e presidente do PPS em Irecê, Edvaldo Martins Araújo.

A imagem pode conter: 4 pessoas, incluindo Edivaldo Martins de Araujo e Fabio Nunes, pessoas sorrindo, pessoas em pé e terno
Seminário sobre Ouvidoria cidadã realizado em Irecê. Foto: Divulgação.

“Irecê é o único município do Estado da Bahia a ter uma ouvidoria específica de saúde e educação, ligados a ouvidoria geral, para garantir a participação do povo na gestão e realizar seus anseios”, finaliza Nunes.

Serviço:
Telefone: (74) 3688-6525
E-mail: ouvidoria@irece.ba.gov.br

Nova Mesa Diretora da Câmara de Irecê se prepara para ano legislativo

Por Juliano Ferreira

O ano de 2019 promete ser um ano quente no Legislativo em Irecê, a bancada de oposição ao Prefeito Elmo Vaz fez a mesa diretora, que é composta por Paulo Joaquim, do Podemos, como presidente, Leonardo da Silva, do PSDB, como vice-presidente, Antônio de Jesus, do PRB como 1º secretário e Valdereis Ferreira, 2ª secretária, do PSD.

Informações preliminares dão conta de que Toinho do Judô deverá presidir uma das principais Comissões da Casa, a de Justiça e Redação, até então sob o comando de Tertuliano Leal, do PTB.

Designado pelo novo grupo político como diretor do Legislativo, Paulo Barreto espera um “bom respeito entre o Executivo e a Câmara, não dificultará a tramitação das matérias oriundas do Executivo e as colocará em pauta, cabendo o plenário aprová-las ou reprová-las”.

Fontes ouvidas pela reportagem relatam que o Executivo possui um diálogo fragilizado com o Legislativo, mesmo quando a bancada de situação comandava a Mesa Diretora, vamos aguardar os trabalhos e saber como vai se comportar o Executivo diante da nova mesa diretora.

Irecê-BA: Figueredo se projeta como possível sucessor de Elmo Vaz no Executivo

Rogério Amorim (PSB), ex-presidente da Câmara e Meire Joyce (Rede), autora do requerimento para Audiência Pública sobre a Pessoa com Deficiência. Figueredo, se projeta como possível prefeiturável. Foto: Divulgação

Da Redação

Elmo Vaz (PSB) mesmo sendo avaliado como uma ótima gestão, principalmente na área de Infraestrutura, Irecê deve confirmar a tradição de não reeleger um prefeito, e o nome de Rogério Amorim (Figueredo) surge nos bastidores e nas bases como um nome forte para a sucessão de Elmo Vaz.

Jovem oriundo da periferia e conhecedor de perto dos problemas que a sociedade enfrenta, fontes ouvidas pela reportagem, indicam que o atual vereador e ex-presidente da Câmara, deve sair candidato com o apoio do atual prefeito.

Informações de bastidores revelam que Figueredo recebeu o convite formal para ser candidato pelo PT, todavia, se confirmar o apoio de Elmo Vaz, ele deve permanecer no PSB e já costura alianças com a bancada de situação e lideranças políticas como possível prefeiturável.

Prefeitura de Irecê realiza matrículas para o ano letivo de 2019

Ascom

Por Ascom

A Prefeitura de Irecê, através da Secretaria Municipal de Educação, realiza entre os dias 28/01 e 22/02 as matrículas para o ano letivo de 2019. A ação acontece em todas as escolas da rede municipal, sempre das 08h às 12h e das 14h às 18h.

Os responsáveis devem apresentar os seguintes documentos: duas fotos 3×4 e cópia dos documentos da criança, comprovante atualizado de vacina, cartão do Bolsa Família, comprovante de residência, cartão do NIS e do Cartão da Família (utilizado nos PSF’s).

Irecê vai receber agência do Sicoob

Foto e texto: Ascom

A Prefeitura de Irecê, por meio da Secretaria de Indústria e Comércio, está apoiando a implantação de uma agência do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) no município. A ação faz parte da estratégia de atração de novos empreendimentos, gerando mais emprego e renda para a cidade.

O Sicoob será incorporado a Cooperativa de Crédito Rural (Credirual), e suas atividades terão início em fevereiro, funcionando provisoriamente no endereço da Cooperativa, e, futuramente, em sede própria que será construída na Praça do Feijão.

Segundo o secretário de Indústria e Comércio Pedro Sodré, a inciativa tem grande relevância para o desenvolvimento de Irecê. “Estamos atraindo para o nosso município o maior sistema financeiro cooperativo do país, com mais de 4,3 milhões de cooperados e 2,8 mil pontos de atendimento, distribuídos em todo Brasil”, afirmou.

Pedro Sodré explica ainda que o Sicoob é composto por cooperativas financeiras e empresas de apoio, que em conjunto oferecem aos cooperados serviços de conta corrente, crédito, investimento, cartões, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária, adquirência de meios eletrônicos de pagamento, dentre outros. “É uma cooperativa financeira, onde os clientes são os donos, e por isso os resultados financeiros são divididos entre os cooperados”, finalizou.

Acervo Pedro Firme do Carmo (In Memorian) resgata parte da Historiografia da Política da Bahia, de Presidente Dutra, de Irecê e seu Território em textos e imagens preliminares

Texto e imagens: Juliano Ferreira/IrecePress

Revelamos hoje (23) com exclusividade parte do Acervo Pedro Firme do Carmo, que traz documentos de parte da história da política de Presidente Dutra, de Irecê, de Itaguaçu da Bahia, de Xique-Xique, de Uibaí, da Vila de Campo Formoso e de Araçatuba, dentre outras localidades. Pedro Firme do Carmo (in Memorian) foi casado com minha avó, Edna Silva do Carmo que me deu uma aula de política e memória oral, no inventário dos documentos, a ela dedico estas primeiras imagens fotodigitalizadas.

Evoco, Araçatuba, povoado de Presidente Dutra, cidade do interior baiano, capital da Pinha e que vivi parte da infância. Era lá que meus avós maternos moravam. Pedro Firme do Carmo e Edna Silva do Carmo.

A imagem de meu avô sentado embaixo da árvore em seu tamborete é tão cristalina que consigo enxergá-lo e ouvi-lo reclamando por conta da TV alta em períodos de jogo da copa do mundo. E o seu jeito de reclamar era sui generis. Era com um pigarreado na garganta que ecoava do quarto, quando o mesmo estava deitado.

Certa oportunidade, fomos, eu e minhas primas, ajudá-lo a plantar mamona em sua roça, para que as sementes terminassem logo, jogávamos várias delas em cada cova. Ao nascer foi trágico. Vários pés de mamona uns por cima dos outros.

As recordações vão se passando em minha memória e elas vão se tornando indeléveis a medida que vou trazendo-as. Nada mais existe. Com sua morte, tudo fora vendido. Antes de partir e ainda lúcido, no hospital municipal de Irecê, me deu os últimos R$10,00. Já não havia jeito. Sua morte foi tão tranquila e serena, deitado, em sua casa, em Araçatuba.

Era um homem reto e íntegro, todas as tardes pegava seus óculos e seu livro de reflexões religiosas e ia rezar no fundo do quintal. Não havia ninguém que atravessasse a estrada de um lado e de outro, que não falasse com ele, vindo pessoalmente ou a distância.

Meu avô me ensinou, sem nunca ter lido Neruda, porque as árvores escondem o esplendor de suas raízes. Elas, as raízes não precisam ser vistas, mas toda a árvore sabe, que sem raízes, não é ninguém.

Minhas raízes estão vivas dentro de mim. E é por isso que dedico estas fotografias do espectro político de meu avô, minha avó e minha mãe, mesmo sendo petista, é uma homenagem que realizo a eles, por toda a formação que me proporcionaram. Susan Sontag nos ensinou o poder da fotografia, a fotografia como documento histórico, a fotografia com a capacidade de desvelar realidades não vistas.

Galeria de imagens

Permitida a reprodução, desde que citada a fonte:

Luizinho Sobral tem prestação de contas da campanha reprovadas pelo TRE

Foto: assessoria/Alba
Foto: assessoria/Alba

Por Bahia.ba

O ex-prefeito de Irecê, Luizinho Sobral, teve a prestação de contas da sua campanha a deputado estadual reprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA).

Segundo o parecer da relatora Patricia Cerqueira Kertzman Szporer, o órgão técnico emitiu relatório preliminar solicitando a complementação de informações e esclarecimentos a respeito de falhas detectadas na prestação de contas do político, que ainda não se manifestou, apesar de notificado.

As irregularidades identificadas perfazem o montante de R$ 123.965,71, o que corresponde a 55,96% do total de gastos realizados (R$ 221.512,00), e resultou na desaprovação das contas.

O documento afirma ainda que não foi possível avaliar a ocorrência de saques relacionados aos recursos do Fundo Partidário que se destinaram à composição de Fundo de Caixa.

Além disso, foram constatadas várias outras irregularidades detectadas, havendo inconsistências e divergências que correspondem a significativas quantias, e que não foram devidamente esclarecidas pelo promovente que, apesar de devidamente intimado, permaneceu inerte.

O parecer determina “reconhecer a pertinência da devolução da quantia de R$103.965,71 ao erário, nos termos da legislação de regência, visto que se trata de recurso do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC)”, e “Com isso, o setor técnico do TRE registrou parecer opinando pela desaprovação das contas, e recomendando o recolhimento ao Tesouro Nacional de recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC)”.

Irregularidades identificadas somam quase R$ 124 mil, o que corresponde a 55,96% do total de gastos realizados (R$ 221,5 mil).

CRAS Merenice realiza culminância das atividades de 2018; Dona Neca que completou 100 anos é homenageada

Por Ascom Irecê

O último sábado (15) foi de grande alegria para toda a equipe da Assistência Social do município e para cerca de 2 mil famílias beneficiadas pelos grupos de convivência e fortalecimento de vínculos do CRAS Merenice que participaram do evento de culminância das atividades de 2018, na Praça CEU, com a participação da banda Giramundos.

Na ocasião foram realizadas apresentações com os integrantes das oficinas de balé, teatro, violão, capoeira e também do grupo da terceira idade Arte do Bem Viver, que teve uma das suas integrantes, Dona Neca, homenageada pelos seus 100 anos de vida. Marcaram presença, além da comunidade, o prefeito Elmo Vaz; a representante do Ministério do Desenvolvimento Social, Dra. Simone Martins; o secretário de Assistência Social e vice-prefeito Erício Batista e a coordenadora do CRAS, Alcione Neiva.

Segundo Alcione, esses momentos são de fundamental importância para a integração e a autoestima das famílias. “É maravilhoso poder reunir as pessoas com as quais trabalhamos diariamente nos grupos de convivência nessas ações de inclusão social. Dessa maneira conseguimos reforçar o fortalecimento de vínculos, cumprindo o nosso papel com grande alegria”, disse.

O secretário Erício Batista destacou que mesmo com o evento de culminância, as atividades do CRAS não param. “Este é um momento de mostrar o trabalho e de confraternizar, mas o nosso trabalho é contínuo. Hoje beneficiamos cerca de 2 mil famílias nos grupos de convivência e oficinas, com destaque para o serviço para os idosos, que abrangem a sede e também os povoados”, explicou. “É uma grande alegria poder homenagear Dona Neca, que chega aos 100 anos sendo um exemplo de vitalidade para todos nós”, comemora.

Veja Galeria de Imagens:

Deu xabú na eleição da Mesa Diretora da Câmara de Irecê, na noite deste sábado (15)

file-2018-12-15213817.844791-sessaoe1845304-00ca-11e9-9991-f23c917a2cda.jpg

Frustração: partidários lotaram a Câmara, esperando nova Mesa Diretora. Adiada para dia 20 – Foto: Gilberto Neiva

Por Cultura&Realidade

Por volta das 19h deste sábado, 15, o presidente da Câmara de Vereadores, Rogério Amorim “Figueiredo”, abriu a Sessão para a realização da Eleição da Mesa Diretora da casa, para o próximo período legislativo. Após fazer a chamada nominal dos vereadores, constatando a presença dos quinze parlamentares, declarou aberta a sessão.

Em seguida, atendendo uma questão de ordem do vereador Murilo Franca Paiva Silva, que disse ter sido prejudicado como o processo transcorreu até o momento, leu Parecer Jurídico que aponta inconstitucionalidade das duas chapas registradas para a disputa, uma vez que o regulamento da Câmara não permite reeleição.

“Figueiredo” declarou cassadas as duas chapas registradas e concedeu cinco dias para que os interessados possam reformular as suas composições, remarcando a eleição para o próximo dia 20, podendo as chapas concorrentes serem registradas até uma hora antes da votação.

As duas chapas registradas dispõem de componentes que são membros da atual Mesa Diretora. Paulo Joaquim, atual secretário, aparece como candidato a presidente na Chapa 1, e na Chapa 2, que apresenta Tertuliano Libório como candidato a presidente, consta o atual presidente “Figueiredo”, como candidato a vice-presidente.

As presenças de dois candidatos concorrentes nessa eleição, sendo atuais membros da Mesa Diretora em exercício, foram consideradas inconstitucionais pelo Parecer Jurídico apresentando e por isso foram cassadas.

OPOSIÇÃO FORÇA SESSÃO

Mesmo com a Sessão de Eleição suspensa pelo atual presidente da Casa, a Chapa 1, liderada pelo vereador Paulo Joaquim, forçou na realização de uma nova Sessão. Após alguns momentos da suspensão inicial, eles abriram novo conclave parlamentar, sob a presidência do atual vice-presidente Edilson Cachoeira, com as presenças dos oito vereadores oposicionistas.

Fizeram chamada, leram versículos da Bíblia, entonaram o Hino Nacional e em seguida realizaram a eleição, considerada ilegal pelos vereadores situacionistas. Os ex-prefeitos Luizinho Sobral e Beto Lelis se fizeram presentes nesta segunda sessão.

Sobre o ato dos vereadores da oposição realizarem “na tora” uma sessão, considerada não regimental, o vereador Figueiredo disse que a oposição “visa tão somente atrapalhar o processo democrático, mas não tem nenhum valor legal”, concluiu, confirmando a Sessão Extraordinária para eleição da Mesa Diretora no dia 20, quinta-feira, às 10h da manhã.

Vereadores de oposição força Sessão, considerada ilegal pela situação – Foto: Colaboradora amadora

Luizinho compareceu na Sessão realizada pela oposição – Foto: Fac simille de vídeo

Em última Sessão Ordinária de 2018, Bancada de Oposição mostra força, reprova projeto do Executivo e aprova nota de Repúdio a Secretária de Saúde de Irecê-BA

Por Juliano Ferreira

A Câmara Municipal de Irecê realizou nesta quinta-feira (13/12) a última Sessão Ordinária do ano. Decana da casa, com 8 mandatos, Valdereis Ferreira Lopes apresentou uma moção de repúdio a Secretária de Saúde Dulce Barreto. “Esta é a segunda vez que vou a Secretaria e presenciei como o ser humano é tratado neste setor, meu repúdio a esta Secretária!”, disparou Valdereis.

“Faltam exames, medicamentos, me parece que o Ministério Público não está ajudando. A questão da saúde das mulheres é grave com o câncer de mama. O dinheiro público é nosso, é do povo de Irecê”, pontuou. Tertuliano Leal, líder do Governo na Câmara e membro da Comissão de Justiça e Redação contra argumentou para que a moção de repúdio fosse revista, em sua redação, junto com Murilo Franca, relator da Comissão de Justiça e Redação mas não adiantou. “Eu não quero mudar a redação”, foi o ultimato de Valdereis. Por 7 votos a 4, a moção foi aprovada.

Consuelo Dourado também mostrou preocupação com a situação da saúde em Irecê. “Há unidades de saúde sem medicamento. Saúde deve ser prioridade. A Unidade Satélite do Baixão de Zé Preto está desativada. Ninguém tá pedindo. Isso é um direito que nos assiste”.

Única vereadora ausente na Sessão, Margarida Cardoso foi citada por Toinho do Judô, de que o convite já fora feito várias vezes por ela para que a Secretária de Saúde use a tribuna do Legislativo e explique sobre a questão da saúde do município. Valdereis Lopes pediu que a moção de repúdio chegasse ao Prefeito e ao Governador Rui Costa, a nota fala inclusive em “desvio de recursos públicos”.

O Projeto de Lei que cria o Dia Municipal do Judô foi apresentado por Antônio de Jesus, aprovado por unanimidade e acompanhado por Senseis e lutadores da arte marcial.

Foi aprovado também o Projeto de Lei que dispõe de isenção de IPTU – Imposto Predial Territorial Urbano para pessoas com doenças graves.

O Projeto de Lei para criação de banheiros públicos em eventos públicos para pessoas com deficiência, de autoria de Meire Joyce também foi aprovado por unanimidade.

O Projeto de Lei que cria a Procuradoria Especial da Mulher em Irecê, apresentado por Consuelo Dourado foi aprovado.

O Projeto de Lei que cria a Escola Cívica Brasileira com atuação em Umbuzeiro, de autoria de Fabiano Bia, foi aprovado. Fabiano Bia também indica ao Governador Rui Costa a abertura de posto avançado do INEMA em Irecê, que está em Seabra.

O Projeto de Lei que cria o Dia Municipal da Juventude também foi aprovado, com a presença do Movimento Coletivo Jovem, para cada 3º domingo de cada ano. Murilo Franca sugeriu a criação do Conselho Municipal da Juventude para um maior aprofundamento das discussões.

Taíse Torres recebeu uma moção de aplauso por seu projeto social desenvolvido com o Pedal Beneficente pela luta que ela abraçou para parar de fumar e ajudar o próximo.

O Projeto de Lei que cria o Fundo Municipal da Educação não foi aprovado. Léo da Unibel, líder da bancada de oposição pediu a retirada da pauta. “Convidamos o Secretário de Educação para usar a tribuna e nos falar sobre a Educação de Irecê e ele não compareceu”, pontuou. O projeto foi reprovado por 7 votos a 5.

A última Sessão Ordinária de 2018 se revelou desafiadora para o Prefeito Elmo Vaz, pois perdendo a maioria na Câmara, haverá dificuldades em aprovar projetos do Executivo e o diálogo será um caminho necessário.

Veja Galeria de Imagens: