UNAIDS lança site ‘Deu Positivo, e Agora?’ com informações essenciais para jovens recém-diagnosticados com HIV

Por UNAIDS Brasil

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) lança hoje a plataforma online Deu Positivo, e Agora? (deupositivoeagora.org): um site que reúne informações sobre HIV em linguagem atualizada, clara, acessível, com foco em jovens que acabaram de receber diagnóstico positivo para o HIV, o vírus da imunodeficiência humana. A iniciativa conta com o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Comunicação (UNESCO). 

O objetivo é mostrar que o tratamento, quando iniciado precocemente e seguido de forma adequada garante melhor qualidade de vida à pessoa. Estudos científicos já comprovaram que a adesão ao tratamento antirretroviral leva as pessoas vivendo com HIV à redução da carga viral no organismo, alcançando um nível chamado de “indetectável”. Com a carga viral indetectável, o HIV deixa de ser transmitido a outras pessoas—conhecido pela expressão “indetectável = intransmissível”—, o que coloca o tratamento antirretroviral como um dos diversos métodos da Prevenção Combinada.  

 “A gente percebeu que as pessoas, quando recebem o disgnóstico positivo para o HIV, geralmente correm para a internet para buscar informação. Só que percebemos também que, na internet, há muita desinformação”, explica Georgiana Braga-Orillard, Diretora do UNAIDS no Brasil. “A ideia do projeto é suprir essa necessidade de informação sobre HIV. Que as pessoas possam chegar e encontrar, em um só lugar, informações que sejam de qualidade, acolhedoras e de uma forma que seja também leve.” 

Além de incentivar a adesão ao tratamento antirretroviral, os materiais reunidos no site têm o objetivo de mostrar que é possível viver com HIV e ser saudável, ter relacionamentos, ter filhos, exercer seus direitos, entre tantos outros pontos. É também mostrar que o diagnóstico positivo para HIV pode ser um novo começo de vida, com uma nova mentalidade, novas conquistas e aprendizados.    

O número de casos de AIDS entre jovens de 15 a 24 anos tem crescido nos últimos dez anos: as taxa de detecção de casos de AIDS entre jovens do sexo masculino nesta faixa etária mais que dobraram em uma década: 3 para 7 casos por 100 mil habitantes (15 a 19 anos) e de 15,6 para 36,2 casos por 100 mil habitantes (20 a 24 anos)—os dados são do Boletim Epidemiológico de HIV 2018, divulgado pelo Ministério da Saúde. Entre mulheres, as taxas têm mostrado uma tendência de queda em quase todas as faixas etárias. 

O Brasil hoje tem uma das maiores coberturas de tratamento antirretroviral (TARV) entre os países de renda média e baixa. Apesar disso, a adesão ao tratamento disponível gratuitamente pelo SUS ainda é um desafio. Das pessoas estimadas vivendo com HIV no país, 84% já fizeram o teste de HIV; destas, 75% estão em tratamento para o HIV; e, dentro deste grupo de pessoas em tratamento, cerca de 92% apresentam carga viral indetectável. 

Mesmo com toda a estrutura e medicamentos disponíveis, há um número importante de quase 200 mil de pessoas diagnosticadas com HIV e que, por diversos motivos, não se encontram em tratamento. Os jovens vivendo com HIV estão entre os que apresentam os menores níveis de adesão ao tratamento antirretroviral. A plataforma Deu Positivo, e Agora? surge como uma resposta a deste desafio e busca engajar os jovens oferecendo informações corretas sobre HIV, em linguagem acessível e  livre de estigma e discriminação. 

Além de 12 vídeos com informações essenciais sobre HIV (tratamento, relacionamentos sorodiferentes, filhos, prevenção, direitos, entre outros), o site conta com materiais adicionais como gráficos, resumos dos vídeos, histórias de vida e referências para outros sites oficiais. Participam do projeto influenciadores digitais e pessoas que vivem ou convivem com HIV engajadas como ativistas na área de prevenção e sensibilização sobre a epidemia no Brasil.

O jovem Lucas Raniel, que participa dos vídeos, foi ao programa Altas Horas, da Rede Globo, para falar um pouco sobre o Deu Positivo, e Agora? e conversar com os participantes sobre sua vivência. Lucas contou sobre o momento em que recebeu o diagnóstico positivo para o HIV, sobre a importância da testagem e da prevenção e sobre o conceito ‘indetectável = intransmissível’, entre outros tema. Segundo ele, “a partir do momento que temos diálogo dentro de casa, com o parceiro, com os amigos, com a família, as coisas fluem melhor e as pessoas conseguem ter uma vida sexual mais saudável”.

Clique na imagem e assista ao vídeo no Globoplay

Entendendo a relação do jovem com o HIV   

Esta mesma geração que tem sido mais fortemente afetada pela epidemia é também aquela que hoje busca e recebe informações de forma mais frequente na internet. Uma pesquisa realizada pelo grupo Credit Suisse com jovens brasileiros de 16 a 25 anos (Credit Suisse Youth Barometer 2014) apontou que, para 93% deles, a internet é muito importante, e que, além disso, 63% deles passam mais de duas horas por dia online. 

Outro dado relevante é o fato de que, cada vez mais, as pessoas têm acessado a internet para buscar informações sobre a saúde. Uma pesquisa feita pela seguradora de saúde Bupa, em 2011, a Bupa Health Pulse, constatou que 86% dos brasileiros com acesso à Internet utilizam a rede para buscar orientações sobre saúde, remédios e condições médicas.  A pesquisa mostra, que destes 86%, 68% buscam, online, informações sobre medicamentos, 45% buscam informações sobre hospitais e 41% buscam conhecer, na Internet, experiências de outros pacientes com determinado problema de saúde. Contudo, um dado preocupante é que  somente um quarto das pessoas verifica as fontes das informações.

Embaixadores de Boa Vontade do UNAIDS

Wanessa Camargo e Mateus Solano, Embaixadores de Boa Vontade do UNAIDS no Brasil, postaram em suas redes sociais sobre o Deu Positivo, e Agora?, convidando seus fãs a conhecerem o site.

É nosso anseio que IrecePress.com e CulturaePoder.com se consolidem no mercado do jornalismo hiperlocal e segmentado

Irecê, 13 de janeiro de 2018
Saudações terráqueos!
3h25 da manhã. Acordei cedo e tomei um banho quente. Inspirado, escrevi parte do Plano de Negócios da JF Comunicações. O trabalho não para. Organizar fluxogramas. A permanente atualização da agenda de fontes. Ativar a área comercial do grupo, afinal, nenhum empreendimento vai a frente sem financiamento. Na parte editorial, retornaremos com IrecePress.com e CulturaePoder.com na segunda-feira (15.01).
IrecePress.com tem o objetivo de ser A Agência de Notícias do Território de Irecê e portanto cobre jornalisticamente os 20 municípios que o compõem. “Leia Irecê como você nunca leu”, é o nosso slogan e o nosso anseio. Oferecer narrativas imersivas no jornalismo, pois contar histórias faz parte do nosso cotidiano
CulturaePoder.com, por ora, segue sua área de cobertura em Juazeiro-BA e Petrolina-PE, através do jornalismo segmentado nas editorias de Cultura, Política e Economia. Um projeto em construção.
Ainda lançaremos o ousado projeto do nosso Banco de Imagens, cujos esforços iniciais se concentram no tratamento e publicação de fotografias que refletem modos de vida dos ribeirinhos e ribeirinhas do Rio São Francisco em imagens autorais deste repórter e editor que vos fala.
Jornalismo de Dados, Newsletter e Dossiês Jornalísticos exclusivos para assinantes, Plataforma de financiamento de projetos jornalísticos colaborativos e reportagens especiais na plataforma multimeios AdobeSpark são algumas das novidades que traremos ao longo do ano, para você, que é a nossa audiência e razão de existir.
Durante este ano é crucial para nós, da JF Comunicações estreitar os laços com nossos públicos, sejam eles externos (A audiência, anunciantes, fontes) ou internos (jornalistas, repórteres, editores, estagiários, administrativo). Para isso, colocaremos a disposição a nossa quase onipresença nas redes e mídias sociais, cujas contas, também divulgaremos em breve e o nosso inovador serviço de Intranet!
Até logo mais!
CEO & Founder JF Comunicações

Imprensa internacional destaca desafios de Bolsonaro na Presidência

Por Agência Brasil

A vitória de Jair Bolsonaro (PSL) na eleição para presidente da República é assunto nos principais jornais e agências internacionais hoje (29). As reportagens indicam que o novo presidente terá como desafios fazer a economia do Brasil crescer e vencer a polarização, registrada durante a campanha eleitoral, com o candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad.

Os jornais da Argentina demonstram preocupação com o enfraquecimento do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela, suspensa temporariamente). Agências e jornais dos Estados Unidos e da Europa mencionam a ascensão da direita.

Jornais internacionais destacam eleição no Brasil
Jornais internacionais destacam eleição no Brasil – Montagem/Agência Brasil
Para o norte-americano The New York Times, há uma “guinada à direita” no Brasil e considera que essa é a mudança “mais radical” desde o fim da ditadura no país. O texto destaca que a campanha do presidente eleito se sustentou na defesa da família, na confiança na religião e nas Forças Armadas.

O também norte-americano Washington Post compara Bolsonaro ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por ele utilizar de forma intensa as redes sociais e apresentar-se como a nova alternativa.

O foco da agência de notícias Reuters é a economia. Com base em declarações do coordenador econômico da equipe de Bolsonaro, Paulo Guedes, destaca que a reforma da Previdência será prioridade. Outra agência de notícias, a Bloomberg, ressalta o discurso de austeridade e recuperação das contas públicas.

O espanhol El País menciona um período de “incertezas” para o novo governo. O francês Le Monde menciona o que chama de “extrema direita”.

Para a Xinhua, agência pública de notícias da China, o desafio do presidente eleito é dar mais celeridade à economia brasileira. ANotimex, agência pública de notícias do México, destaca que Bolsonaro terá o desafio de enfrentar o baixo crescimento econômico da economia. A agência pública do Equador, Andes, ressalta a polarização registrada no país.

A preocupação dos jornais argentinos Clarín e La Nación está no possível enfraquecimento do Mercosul. O receio se baseia em uma declaração de Paulo Guedes sobre não incluir o bloco entre as prioridades do próximo governo. Ao La Nación, o embaixador da Argentina no Brasil, Carlos Magariños, amenizou a declaração de Guedes, destacado a relevância do Mercosul para toda a região.

Haddad deseja “boa sorte” a Bolsonaro e diz que está com coração leve

O candidato a presidência da República, Fernando Haddad fala com a imprensa após reunião com a chefe da missão de observação eleitoral da OEA, Laura Chinchilla, no hotel Matsubara.
Fernando Haddad desejou sorte ao presidente eleito Jair Bolsonaro (Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil)

Por Agência Brasil

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, derrotado nas eleições, desejou hoje (29) sorte ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Nas redes sociais, o petista afirmou estar com o “coração leve” e que espera o “melhor de todos”. Ele se dirigiu ao adversário como “presidente”.

“Presidente Jair Bolsonaro. Desejo-lhe sucesso. Nosso país merece o melhor. Escrevo essa mensagem, hoje, de coração leve, com sinceridade, para que ela estimule o melhor de todos nós. Boa sorte”, afirmou Haddad, na sua conta no Twitter.

Ontem (28), após a confirmação da vitória de Bolsonaro, que obteve 55% dos votos contra 44% para Haddad, o candidato do PT agradeceu o apoio durante a campanha presidencial. Também nas redes sociais, ele postou imagens em que aparece abraçando a mulher Ana Estela.

“Lembrando o hino nacional: verás que um professor não foge à luta, nem teme quem adora a liberdade à própria morte”, disse o petista, referindo-se também à sua profissão que é de professor de ensino superior na Universidade de São Paulo (USP).

Aos eleitores, Haddad se dirigiu também com carinho. “Gostaria de agradecer os 45 milhões de eleitores que nos acompanharam. Uma parte expressiva da população que precisa ser respeitada.”

Mencionou ainda sua família e sua história pessoal. “Gostaria de agradecer meus antepassados que me ensinaram o valor da coragem e a defender a justiça a qualquer preço. Todos os demais valores dependem da coragem”, disse.

Irecê-BA: Arena Interativa finaliza atividades com 30 atrações culturais e muito esporte radical

Nos quatro dias de atividades, a Arena ofereceu à comunidade de Irecê mais de 10 espetáculos musicais e gerou em média 400 empregos diretos e indiretos. Fotos: Divulgação

Por Darana Relações Públicas

A Arena Interativa Coca-Cola foi encerrada na noite do último domingo (28), em Irecê-BA.  Cerca de 20 mil pessoas participaram das atividades esportivas, de lazer e cultura na praça Chico Mendes, conhecida também como praça do Requintes desde a quinta-feira (25). O projeto incluiu ainda ações educativas com palestras de temas como sustentabilidade e respeito às diversidades.

Leia mais:

Irecê-BA recebe projeto cultural ‘Arena Interativa Coca-Cola’ entre 25 e 28 deste mês

A programação cultural conteve mais de 10 shows de músicos locais e diversos espetáculos de dança e teatro. Os visitantes da Arena Interativa puderam ainda experimentar os brinquedos e equipamentos de esportes radicais como a Girobike, uma bicicleta inédita desenvolvida pela Litoral Esporte que gira em 360º; o Full Pipe, um enorme balanço que permite giro de até 360º no eixo vertical; o Bungee Trapolim, uma cama elástica sustentada por dois mastros elevando o participante até 10 metros de altura; e a Torre de Escalada. Teve espaço também para skate, futebol de golzinho, basquete de rua, tênis de mesa e jogos de tabuleiro como o xadrez.

Na quinta (25) e na sexta (26), a Arena Interativa recebeu mais de 200 alunos das escolas Municipais Duque de Caxias, Ineny Nunes Dourado e Tenente Wilson, para uma palestra. Com formato interativo, foram trabalhados temas como a importância do esporte na vida das pessoas, respeito às diversidades e oficinas que estimulam a criatividade e o pensamento crítico.

No sábado e no domingo os visitantes aproveitaram os equipamentos de esportes radicais com acesso livre e gratuito e curtiram shows de artistas regionais como: grupo de rap Sexto Sentido, Literatura de Cordel com Silva Dias, apresentação da Filarmônica Irecê, Grupo percussivo do projeto AABB Comunidade de Irecê e o grupo Capodança.

A Arena Interativa Coca-Cola foi uma realização do IBDE (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento do Esporte) com promoção da Litoral Esporte, patrocínio da Solar Coca-Cola e apoio do Governo do Estado da Bahia através do Faz Atleta e Prefeitura Municipal de Irecê.

Veja mais fotos do evento aqui.

Prefeitura e Câmara de Irecê têm contas aprovadas com ressalva pelo TCM-BA

Por Ascom TCM-BA

Na sessão da última quarta-feira (24), o Tribunal de Contas dos Municípios aprovou com ressalvas as contas da Prefeitura de Irecê, que é administrada por Elmo Vaz Bastos de Matos (PSB), relativas ao exercício de 2017. O conselheiro substituto Antônio Emanuel de Souza, relator do parecer, multou o gestor em R$2,5 mil, devido a irregularidades apuradas durante a análise das contas.

O município apresentou uma receita arrecada de R$133.154.904,94, correspondendo a 93,98% do valor previsto no orçamento. As despesas ficaram em R$ 131.057.764,95, resultando em um superávit de R$2.097.139,99.

A despesa total com pessoal representou 52,17% da receita corrente líquida, respeitando, portanto, o limite máximo de 54% previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal. Em relação às obrigações constitucionais, o prefeito aplicou 28,53% da receita na manutenção e desenvolvimento do ensino, quando o mínimo exigido é 25%. No pagamento da remuneração dos profissionais do magistério, foi investido um total de 86,37% dos recursos do FUNDEB, sendo o mínimo 60%. Nas ações e serviços de saúde foram aplicados 21,48% dos recursos específicos, também superando o percentual mínimo de 15%.

Durante a análise dos demonstrativos contábeis foram apontadas inconsistências em relação a realidade patrimonial do município em 2017. Tal situação evidenciou falha nos sistemas de contabilidade e de controle interno da prefeitura.

Além dessa irregularidade, o relatório técnico apontou falha na edição de decreto financeiro; inconsistência nos demonstrativos contábeis inseridos no sistema SIGA, do TCM; e irregularidade no pagamento dos subsídios do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais, nos meses de agosto a dezembro.

Câmara Municipal de Irecê – Na mesma sessão o pleno do TCM aprovou com ressalvas as contas da Câmara Municipal de Irecê, de responsabilidade do vereador Rogério Santos Amorim (PSB), referentes ao exercício de 2017.

O relator do parecer, conselheiro substituto Antônio Emanuel de Souza, constatou descumprimento de resoluções do tribunal, em relação a inserção de dados no SIGA. Além disso, houve falha em relação
à divulgação, no site da câmara, das informações referentes a receitas e despesas. Por estes motivos, o relator aplicou uma multa no valor de R$1,5 mil.

Cabe recurso da decisão.

Prefeitura de Irecê promove cronograma de atividades da campanha Outubro Rosa

Atividade do Outubro Rosa em Irecê-BA. Foto: Ascom/PMI

Por Ascom PMI

Começou na última segunda-feira (9) as ações da campanha Outubro Rosa em Irecê, promovidas pela Prefeitura municipal através da Secretaria de Saúde. O cronograma prevê atividades diversas de conscientização e atendimento, que vão visitar várias unidades da Rede Municipal de Saúde durante o mês de outubro. Uma média de aproximadamente 100 pessoas devem comparecer em cada unidade de saúde do município nos dias de realização da campanha, que tem como missão a conscientização sobre a importância da prevenção e o combate ao câncer de mama e do colo de útero.

O Outubro Rosa promove palestras sobre violência contra a mulher, câncer de colo do útero e câncer de mama, aulas de zumba, testagem rápida para sífilis realizadas pelo CTA/SAE (Centro de Testagem e Aconselhamento/Serviço de Atendimento Especializado), coleta de preventivo e agendamento do exame de mamografia para rastreamento, este último indicado para mulheres a partir de 40 anos.

No PSF dos bairros Fundação Bradesco, Paraíso, Vivendas 1 e 2, a programação envolveu também bastante animação, com muita música e atividades especiais, como o ‘dia da beleza’, com serviço de cabeleireiro, além da participação de estudantes da Faculdade FAI.  Para a coordenadora do serviço de Atenção Básica da Secretaria de Saúde, Lívia Magna, a campanha será um momento muito importante para a saúde da mulher no município. “Serão dias de muito aprendizado para as nossas mulheres a respeito do câncer de mama, além de aprofundar o nosso vínculo com a comunidade”, afirma a coordenadora.

Para Terezinha Barros da Silva, moradora do bairro Fundação Bradesco, a campanha Outubro Rosa é um momento para incentivar as mulheres a cuidarem da própria saúde e também se integrarem com outras mulheres. “Essa ação é maravilhosa, acho que isso deveria ser feito em todos os meses e não só no mês de outubro, pois muita gente se acomoda e quando vem procurar o sistema de saúde já é tarde, então é questão de prevenção”, aponta ela.

Confira o calendário de atividades do Outubro Rosa em Irecê:

8/10 – PSF dos bairros Bradesco e Paraíso, pela manhã
10/10 – PSF do bairro Vivendas (I e II), pela manhã
16/10 – PSF do bairro Ginásio de Esportes, pela manhã
17/10 – PSF dos bairros Novo Horizonte e IEDA – Boa Vista, pela manhã
18/10 – PSF dos povoados de Itapicuru, Fazenda Nova e Umbuzeiro, pela manhã
19/10 – PSF do Centro (I e II), pela manhã
22/10 – Saúde da Mulher, a tarde
23/10 – PSF do bairro Vila Esperança, pela manhã
23/10 – PSF do bairro Vila Nobelino, a tarde
24/10 – PSF dos bairros Alto do Moura e São Francisco, pela manhã
25/10 – PSF dos povoados de Angical e Queimada do Floriano, pela manhã
26/10 – PSF dos bairros Lagoa de Tió, São José e Baixão de Sinésia, a tarde
31/10 – PSF dos bairros Paulo Freire e Arnóbio Batista, pela manhã

Prefeito de Irecê vistoria obra de avenida que ligará Mercadão a BA-052

Foto: Ascom PMI.

Por Ascom PMI

A nova avenida que ligará o Mercadão de Irecê até a BA-052 foi vistoriada na tarde da última terça-feira (25) pelo prefeito Elmo Vaz (PSB) e a equipe da Secretaria de Infraestrutura. Na ocasião, o gestor municipal acompanhou de perto o andamento da obra, que servirá como mais uma entrada da cidade.

Segundo Elmo Vaz, a pavimentação desse trecho vai contribuir ainda mais para o progresso do município. “É importante pensar no presente e também no futuro de Irecê”, destacou o prefeito. “Essa é uma demanda histórica, mais um obra fundamental para o crescimento da cidade”, completou, destacando que a obra está sendo feito por meio de um convênio com a Codevasf, com recurso oriundo de emenda parlamentar do deputado federal Luiz Caetano (PT), no valor de R$1 milhão.

Papa Francisco acolhe pedido de renúncia de bispo acusado de desviar R$ 2 milhões em dízimos da Diocese de Formosa

Por Murillo Velasco/G1 GO*

Anúncio foi publicado em boletim do Vaticano e foi divulgado pela CNBB; Dom José Ronaldo e cinco padres estão respondendo a processo sobre desvio de dinheiro da Igreja Católica.

Papa Francisco acolheu, nesta quarta-feira (12), o pedido de renúncia de Dom José Ronaldo, acusado dedesviar, junto com outros cinco padres, R$ 2 milhões em dízimos da Diocese de Formosa, no Entorno do Distrito Federal. O anúncio foi publicado pelo Vaticano e divulgado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) na semana em que ocorreu a primeira audiência de instrução do julgamento dos religiosos.

“O Santo Padre Francisco aceitou a renúncia do governo pastoral da diocese de Formosa (Brasil) apresentada por S.E. Dom José Ronaldo Ribeiro e nomeia administrador apostólico de Formosa S.E. Dom Paulo Mendes Peixoto, Arcebispo Metropolitano de Uberaba”, informa o comunicado.

O G1 tentou contato por telefone com a defesa de Dom José Ronaldo, às 8h30 desta quarta-feira, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta reportagem.

O anúncio foi publicado na madrugada desta quarta-feira, no Bollettino Sala Stampa Della Santa Sede, uma espécie de “diário oficial” do Vaticano.

Renúncia de Dom José Ronaldo foi publicada pelo Vaticano — Foto: Reprodução/TV AnhangueraRenúncia de Dom José Ronaldo foi publicada pelo Vaticano — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Renúncia de Dom José Ronaldo foi publicada pelo Vaticano — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

O comunicado nomeia como bispo responsável pela Diocese de Formosa Dom Paulo Mendes Peixoto, arcebispo Metropolitano de Uberaba, que já havia sido nomeado interventor, depois que o bispo foi preso no último dia 19 de março, durante a Operação Caifás, deflagrada pelo Ministério Público Estadual de Goiás (MP-GO).

A CNBB destacou a trajetória de Dom José Ronaldo, apresentando uma biografia do religoso.

“Dom José Ronaldo […] estudou Filosofia e Teologia no Seminário Maior Nossa Senhora de Fátima, em Brasília. Foi ordenado presbítero em 1985, também em Brasília. Tomou posse como pároco da Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição, em Sobradinho. Por lá desempenhou várias iniciativas e realizações. Foi nomeado bispo de Janaúba em 2007. Recebeu a ordenação episcopal e tomou para si o lema : “In corde legem meam” – Minha lei no coração [Jr. 31, 31-34]. Sua posse na diocese se deu em 2007. Em setembro de 2014, Dom José Ronaldo foi nomeado bispo de Formosa. Tomou posse na diocese no dia 22 de novembro do mesmo ano”, afirma o comunicado.

Bispo Dom José Ronaldo chega ao Fórum acompanhado do juiz eclesiástico Tiago Wenceslau, em Formosa — Foto: Vitor Santana/G1Bispo Dom José Ronaldo chega ao Fórum acompanhado do juiz eclesiástico Tiago Wenceslau, em Formosa — Foto: Vitor Santana/G1

Bispo Dom José Ronaldo chega ao Fórum acompanhado do juiz eclesiástico Tiago Wenceslau, em Formosa — Foto: Vitor Santana/G1

Primeira audiência

A primeira audiência de instrução do processo aconteceu na segunda-feira (10). As duas testemunhas que foram ouvidas relataram que houve um significativo aumento nos gastos por parte do bispo da cidade, José Ronaldo. Além disso, relataram ameaças feitas por um padre que estava investigando as irregularidades. Ainda é preciso ouvir mais de 30 testemunhas, além dos 11 denunciados.

Como ainda faltam ouvir mais de 40 pessoas, duas novas audiências foram marcadas, uma para o dia 13 de setembro e outra para 11 de outubro. Porém, o Ministério Público acredita que as audiências só terminem em dezembro.

A sessão começou às 8h45 e durou até as 17h. As testemunhas ouvidas, dois padres de Formosa, explicaram como funciona a administração da igreja, a gestão dos recursos financeiros e também as regras do Direito Canônico.

A primeira testemunha, o padre João Manoel Lopes, falou durante 4h30. Ele disse que, em 2015, com a chegada do bispo José Ronaldo, os gastos com a casa paroquial passaram de R$ 3 mil a R$ 5 mil para R$ 30 mil. Além disso, houve mudança nas destinações do dinheiro arrecadado pelas paróquias.

“O dinheiro da crisma, que deveria ser repassado à diocese, era usado diretamente pelo bispo. Questionamos e nos foi informado que era para gastos em áreas sociais mas nunca foi prestado nenhuma conta sobre isso”, contou.

Dom José Ronaldo chega ao Fórum para audiência de instrução, em Formosa — Foto: Reprodução/TV AnhangueraDom José Ronaldo chega ao Fórum para audiência de instrução, em Formosa — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Dom José Ronaldo chega ao Fórum para audiência de instrução, em Formosa — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Ele disse ainda que várias outras pessoas moravam na casa destinada apenas ao bispo, contrariando os costumes da igreja. Os moradores eram conhecidos como “filhos do bispo”, jovens que ele auxiliava desde quando atuava em outras cidades.

A defesa alega que o aumento de gastos era devido a esse trabalho social de acolhimento que o bispo fazia dentro da casa diocesana.

Além disso, houve mudança no repasse de dinheiro para a Cúria Diocesana, comandada pelo bipo. O dinheiro da crisma, que deveria ser repassado à diocese, era usado diretamente pelo bispo. Questionamos e nos foi informado que era para gastos em áreas sociais mas nunca foi prestado nenhuma conta sobre isso”, explicou a testemunha.

Com isso, muitos fiéis e até padres começaram a mostrar insatisfação com a gestão, questionando principalmente os gastos elevados. Postagens em rede social começaram a circular e gerar polêmica nas paróquias.

Segundo o padre, a diocese começou a ter muitas dívidas, até mesmo pelo fato de paróquias evitarem fazer os repasses obrigatórios à Cúria por não concordar com a gestão do bispo.

Para fazer uma apuração, foi convocado o juiz eclesiástico padre Tiago Wenceslau. Junto com outros denunciados, ele elaborou um relatório em quatro dias analisando as contas da diocese. Nesse documento ele afirma que não encontrou qualquer irregularidade nas prestações de conta e uso do dinheiro pela diocese.

O Ministério Público explicou que o depoimento do padre Jarbas Gomes, segundo a ser ouvido, reforçou o que foi dito pelo colega anteriormente. “Além dos altos gastos, ele disse que as ações sociais que o bispo alega fazer, inclusive de acolhimento em sua casa, deveriam ter uma prestação de contas detalhadas, o que não foi feito. Também conta que se sentiu ameaçado quando o juiz eclesiástico, em uma reunião, cobrou explicações dos religiosos sobre as denúncias feitas”, explicou o promotor Douglas Chegury.

Padre João Manoel Lopes depôs contra bispo em processo que apura desvio milionário da igreja de Formosa, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Padre João Manoel Lopes depôs contra bispo em processo que apura desvio milionário da igreja de Formosa, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Investigação

Investigações do Ministério Público feitas a partir de denúncias de fiéis apontaram que acusados – o grupo tem ainda dois empresários e três funcionários da Cúria – usaram o dinheiro para comprar uma fazenda de gado, uma casa lotérica e carros de luxo. O bispo e os padres sempre negaram a prática de crimes.

A apuração culminou com a Operação Caifás, em 19 de março. Nove pessoas foram presas na ocasião:

  1. José Ronaldo Ribeiro, bispo de Formosa
  2. Monsenhor Epitácio Cardozo Pereira, vigário-geral da Diocese de Formosa
  3. Padre Moacyr Santana, pároco da Catedral Nossa Senhora Imaculada Conceição, Formosa
  4. Padre Mário Vieira de Brito, pároco da Paróquia São José Operário, Formosa
  5. Padre Tiago Wenceslau, juiz eclesiástico
  6. Padre Waldoson José de Melo, pároco da Paróquia Sagrada Família, Posse (GO)
  7. Guilherme Frederico Magalhães, secretário da Cúria de Formosa
  8. Antônio Rubens Ferreira, empresário suspeito de ser laranja da quadrilha
  9. Pedro Henrique Costa Augusto, empresário, suspeito de ser laranja da quadrilha

Já Darcivan da Conceição Sarracena e Edimundo da Silva Borges Júnior não chegaram a ser presos, mas foram denunciados pelo MP por envolvimento no esquema. O grupo conseguiu habeas corpus quase um mês depois, e nenhum dos padres voltou a exercer as funções anteriores.

Bispo de Formosa, Dom José Ronaldo, foi preso durante operação do MP, em Goiás — Foto: ReproduçãoBispo de Formosa, Dom José Ronaldo, foi preso durante operação do MP, em Goiás — Foto: Reprodução

Bispo de Formosa, Dom José Ronaldo, foi preso durante operação do MP, em Goiás — Foto: Reprodução

Período na prisão

Os presos na Operação Caifás ocuparam celas em uma área separada do novo presídio de Formosa. De acordo coma Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), o isolamento ocorreu para garantir a integridade física deles.

O grupo tinha direito a banho de sol de duas horas por dia e tomava banho em chuveiro sem eletricidade. Os clérigos, empresários e funcionário da Cúria foram soltos quase um mês depois. Eles foram recebidos com festa e cânticos religiosos.

Bispo e padres suspeitos de desviar dízimo deixam a cadeia e são recebidos com festa em Formosa, Goiás — Foto: TV Anhanguera/Reprodução

Bispo e padres suspeitos de desviar dízimo deixam a cadeia e são recebidos com festa em Formosa, Goiás — Foto: TV Anhanguera/Reprodução

Denúncia de fiéis

Fiéis procuraram o Ministério Público no final de 2017 para informar que as despesas da casa episcopal de Formosa, onde o bispo mora,passaram de R$ 5 mil para R$ 35 mil desde a chegada de Dom José Ronaldo. Ele já estava à frente da Diocese havia três anos.

O bispo enfrentou esse mesmo tipo de problema e resistência lá na Diocese de Janaúba (MG). Então ele veio transferido de lá para cá e aqui ele implementou um esquema semelhante ao que ele operava lá”, disse o promotor responsável pelo caso, Douglas Chegury, na época da operação.

Aumento nas taxas de casamento

Fiéis também afirmaram que o bispo Dom José Ronaldo determinou aumento de até 400% nas taxas de casamento quando assumiu a administração, em 2014. As mesmas informações chegaram ao MP por meio do depoimento de um dos padres que denunciou o esquema, segundo o promotor.

Na época em que a Operação Caifás foi deflagrada, os noivos precisam pagar R$ 50 caso contratem fotógrafo, R$ 150 caso contratem filmagem e R$ 150 caso contratem decoração nas 33 igrejas administradas pela Diocese de Formosa. Além disso, devem gastar mais R$ 280 para cobrir despesas com documentação.

Antes da chegada do bispo, porém, os valores eram menores: R$ 30 para os serviços contratados e executados em uma das igrejas e R$ 100 para as despesas com documentação, afirmam fiéis. Os aumentos fizeram com que muitos casais decidissem adiar a união.

*Com Agência Brasil e Agência EFE

Edição: Juliano Ferreira