Editorial: Ascom da Prefeitura de Juazeiro-BA cancela envio de releases para o IrecêPress.com

Desde o dia 19 de outubro, IrecêPress parou de receber os releases da Prefeitura de Juazeiro-BA no e-mail que está cadastrados no mailing da Assessoria de Comunicação e que é amplamente divulgado em todas as nossas plataformas.
 
A partir do dia 25 de outubro, passamos a conversar com a Ascom via e-mail e whatsapp  na tentativa de resolver o problema. Três dias úteis se passaram e nada foi resolvido.
Trabalhei recentemente como repórter em redação e elogio a agilidade da Ascom, mas fomos excluídos do mailing e até o momento não estamos recadastrados.
Qual a motivação de privar o IrecêPress.com de receber os releases nos seus e-mails junto com os demais concorrentes do mercado jornalístico?
 
Em nossa página inicial é possível ler:
 
“Irecê Press é a Agência de Notícias do Território de Irecê. Traz notícias atualizadas sobre os principais fatos da Região, incluindo cobertura jornalística sobre a Chapada Diamantina, Juazeiro e as cidades do seu entorno. Dando ênfase a interpretação dos fatos, a contextualização das narrativas e ao conteúdo local, sem deixar de cobrir as grandes pautas do Brasil e do Mundo.”
 
Deste modo, IrecêPress considera que é direito seu enquanto empresa receber os releases e que há ingerência dentro da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Juazeiro, pois não se justifica, dentro dos princípios éticos que norteiam as condutas dos profissionais de Comunicação envolvidos nas rotinas produtivas, cancelar o e-mail de um veículo de comunicação. 
IrecêPress preza pelo relacionamento saudável entre jornalistas, fontes, assessores, o mercado jornalístico e principalmente com a audiência, razão de ser da imprensa.
 
IrecêPress coloca todos os seus canais de comunicação para a Prefeitura de Juazeiro através de sua Ascom se pronunciar.
 
Juliano Carmo
Fundador, CEO e Editor de IrecêPress
JF Comunicações

Salvador sediará o I Fórum Baiano da Diversidade no Mundo do Trabalho

Neste mês de outubro, Salvador receberá o I Fórum Baiano da Diversidade no Mundo do Trabalho. O evento acontecerá durante os dias 23 e 24, no Sheraton Bahia Hotel, localizado no bairro do Campo Grande, próximo ao centro da cidade.No próximo mês de outubro, Salvador receberá o I Fórum Baiano da Diversidade no Mundo do Trabalho. O evento acontecerá durante os dias 23 e 24, no Sheraton Bahia Hotel, localizado no bairro do Campo Grande, próximo ao centro da cidade.

Idealizado pelo Governo da Bahia, através da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e da Agenda Bahia do Trabalho Decente, em parceria com o Conselho Tripartite e Paritário de Trabalho e Renda (CETER), o evento espera cerca de 400 participantes em sua primeira edição.

Tendo em vista que a gestão da diversidade é um fator de vantagem competitiva das organizações, seja para compreender as expectativas de um público cada vez mais exigente, atento e crítico, e/ou para melhor posicionamento em um mercado globalizado e com novas complexidades, o fórum tem como objetivo discutir este tema contemporâneo, incentivando e cooperando para a inclusão profissional de grupos vulneráveis, como mulheres, negros, pessoas com deficiências e grupos LGBT, nas empresas que atuam na Bahia; além de tratar da inclusão de jovens e idosos no mercado de trabalho.

O evento tem os seguintes objetivos específicos:• A gestão da diversidade e competitividade;• A participação das mulheres no mundo do trabalho;• A progressão nas carreiras X diversidade étnico-racial;• A inclusão de grupos LGBT no mundo do trabalho;• Os aspectos da inserção de jovens e idosos;• Os avanços da legislação x experiências de inserção de PCDs no mundo do trabalho.

É esperado um público formado por profissionais de gestão de recursos humanos; lideranças sindicais; administradores de empresas; gestoras/es públicas/os; empresários; professores e estudantes da área de Administração; Economia e afins.

Como parte integrante do fórum, será realizada a I Feira Baiana de Negócios e Empreendimentos da Diversidade, cujo objetivo é fomentar a criação de um ambiente favorável para geração de oportunidades de negócios, através da troca de conhecimentos, inovação, difusão de conceitos e tecnologias; além de estimular o surgimento, a ampliação e a diversificação de empreendimentos sustentáveis e difundir marcas, produtos e serviços que têm a diversidade como mola propulsora dos seus trabalhos.

Para fazer sua pré-inscrição envie o formulário para: forumdiversidade@setre.ba.gov.br

Bahia não se intimida e vence Corinthians por 2 a 0 na Fonte Nova

Foto: Marcelo Malaquias/EC Bahia

O Esporte Clube Bahia não se intimidou com a presença do líder do Campeonato Brasileiro e conseguiu arrancar mais três pontos na competição após vencer o Corinthians por 2 a 0. A partida foi realizada na noite deste domingo (15) na Arena Fonte Nova.

Este foi o primeiro triunfo do técnico Paulo César Carpegiani sob o comando do Tricolor. Com o resultado, o Esquadrão assumiu a 10ª posição na tabela do torneio, com 35 pontos.

Primeiro tempo – Os adversários foram os primeiros a chegar com perigo. Logo no início do jogo, o lateral Guilherme Arana foi lançado pela esquerda e cruzou na área. O zagueiro Tiago afastou, mas o atacante Jô pegou a sobra e chutou. A bola escorou em Maycon e foi para fora.

Aos 6 minutos, o Bahia chegou pela primeira vez ao campo da equipe paulista. O meia Zé Rafael avançou bem e tentou um passe de letra. O goleiro Cássio ficou com a posse. Nesta altura do duelo, o Tricolor tinha mais domínio dentro das quatro linhas. Aos 13, o atacante Edigar Junio pedalou e cruzou rasteiro. O zagueiro Pedro Henrique levou a melhor diante de Rodrigão e jogou para a linha de fundo.

Aos 18, após boa troca de passes dos anfitriões, Zé Rafael recebeu de Rodrigão e bateu no cantinho. No entanto, o meia estava impedido e o gol foi anulado. Passados cinco minutos, mais Bahia no ataque. De novo, Zé Rafael tabelou com Rodrigão e arriscou de fora da área. O goleirão Cássio teve que se esticar todo para evitar o primeiro do Esquadrão.

O troco do Timão veio aos 33 minutos. O atacante Romero cruzou e Jô subiu bem para cabecear. Para a sorte da torcida azul, vermelha e branca, o goleiro Jean conseguiu jogar para escanteio.

Foto: Marcelo Malaquias/EC Bahia
Foto: Marcelo Malaquias/EC Bahia

Segundo tempo – O técnico Paulo César Carpegiani preferiu não fazer mudanças no time durante o intervalo. Aos 5 minutos, Rodrigão carregou a bola pelo centro da área e foi travado por Pedro Henrique. Na sequência, o meia Vinícius arriscou um chute. A bola passou próxima da trave esquerda de Cássio.

A primeira substituição do Bahia aconteceu aos 12 minutos: Rodrigão saiu para a entrada de Régis. Aos 19, o meia Marquinhos Gabriel recebeu de Rodriguinho em contra-ataque, mas acabou travado por Juninho Capixaba.

Aos 21, grande oportunidade para a equipe alvinegra. Após cruzamento de Marquinhos Gabriel, a bola sobrou para Maycon, que chutou de primeira. O goleiro Jean fez uma belíssima defesa.

Aos 26 minutos, festa tricolor na Arena Fonte Nova. Depois de uma bobeira da defesa corintiana, o meia Vinícius levou a melhor e soltou uma bomba, sem chances para Cássio: 1 a 0 para o Bahia. Logo depois, segunda mudança na equipe tricolor: Zé Rafael saiu e deu lugar para Allione.

A última alteração feita por Carpegiani foi aos 35 minutos: o autor do gol Vinícius foi substituído pelo meia Matheus Sales. Nos acréscimos, com Cássio fora do gol, Régis arrancou no campo adversário e ampliou o placar. Festa azul, vermelha e branca nas arquibancadas. Sem tempo para mais nada, o juiz encerrou o jogo: 2 a 0 para o Bahia em Salvador.

Sequência – Agora, o próximo compromisso do Esquadrão será diante do Flamengo, em partida válida pela 29ª rodada do torneio. As equipes se enfrentam na quinta-feira (19), às 21h, na Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro (RJ).

Desprestigiado pelo Papa, Temer desiste de viagem a Roma

Foto: Agência Brasil

O prestígio internacional do presidente Michel Temer (PMDB) não anda nada bem e não é de agora.

O mais novo episódio da série na qual o peemedebista não é tratado como chefe de Estado aconteceu na última quinta-feira (12) quando Temer que pretendia viajar para Roma e participar da solenidade de canonização dos mártires de Cunhaú e Uruaçu, no Vaticano.

Ele pediu uma audiência com o Papa. A audiência foi negada. Por isso, como a reportagem revelou na quarta (11), Temer mandou Grace Mendonça para representá-lo.

Agência Brasil

Seminário debate segurança alimentar e nutricional com poder público e sociedade civil do Território Sertão do São Francisco

Foto: Comunicação/IRPAA

O que é Segurança Alimentar e Nutricional? O seu município tem alimentação saudável? O seu município faz parte do Sistema Nacional de Segurança alimentar? Estas foram algumas das questões que nortearam o Seminário “Consea – BA: Construindo a política de SAN nos Municípios do Território Sertão do São Francisco”, que aconteceu no dia 09, deste mês, em Juazeiro – BA.

O evento foi realizado pelo Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do Estado da Bahia (Consea-BA) e contou com a participação de cerca de 50 pessoas, representantes do poder público e da sociedade civil de nove municípios do Território Sertão do São Francisco.

O objetivo do seminário foi mobilizar, animar/reanimar e sensibilizar os municípios (poder público e sociedade civil) para aderirem ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN). Para isso, os municípios precisam criar a Lei Municipal de segurança alimentar, que incorpora a criação do Conselho, a Câmara técnica de secretários municipais e o plano Municipal, que vai pensar como garantir a segurança alimentar e resolver o problema de insegurança alimentar. E todas essas etapas precisam ser respaldadas pela população.

“O Seminário também foi para a gente avançar na questão da segurança alimentar aqui no Território Sertão do São Francisco. Então, animar, os municípios assim, é dizer que as ações não são demandantes de mais recursos pelo município, pelo contrário, o município que institui uma boa política de segurança alimentar, ele evita despesas. Por exemplo, se você tem uma boa alimentação, você adoece menos, então o município gasta menos com assistência a saúde. Se você compra da agricultura familiar, o município tem mais dinheiro circulando, tem mais renda”, argumenta o presidente do Consea estadual e colaborador do Irpaa, Moacir Santos.

O Seminário também abordou temáticas sobre o processo histórico e cultural da alimentação humana, aprofundando conceitos que tratam da segurança alimentar e nutricional no país. Este último contribui para desmistificar a ideia de que a pessoa não tem alimento porque não trabalha. “Quem mais trabalha é que menos tem dinheiro para comprar alimentos. A fome é uma condição imposta a pessoa”, destaca Moacir, que pondera que essa realidade pode mudar a partir do cumprimento do dever constitucional do estado de garantir a alimentação humana adequada, instituindo políticas que garantam a segurança alimentar e nutricional.

Outro ponto do debate foi trazer a situação geral do país no cenário da garantia do direito alimentação adequada e trazer a situação de cada município presente no evento. Em seguida, foi citado o que vem sendo feito para garantir a segurança alimentar, e também o que pode ser feito para que se criem e implementem as políticas. Neste ponto, o debate convidou os gestores municipais a pensarem se é possível ter no município o seu autoabastecimento e como pode desenvolver ações no sentido de criar políticas.

Vale informar, que no Brasil a alimentação passou a ser um direito humano somente em 2010, quando foi aprovada a proposta de emenda à Constituição, que incluiu no artigo 6º, a alimentação como direito essencial. O que significa que a responsabilidade de garantir alimentos deixa de ser individual e passa a ser do Estado, olhando para famílias em extrema pobreza. Se existem famílias que passam fome, o país está violando o acordo internacional e o direito constitucional de alimentação adequada.

Deserto alimentar

A maioria dos municípios do Território, segundo relatório do Ministério do Desenvolvimento Social sobre Segurança Alimentar, produzem toneladas de manga, uva, cebola, melancia, melão, na sua maioria, para exportação e para a venda, mas não produzem para suprir a demanda alimentar da população. Nos últimos trinta anos, a área do perímetro irrigado perdeu o viés da produção alimentar, o que tem comprometido a soberania e a segurança alimentar.

Por outro lado, a agricultura familiar é quem gera mais alimento e renda no país, contrariando a ideia de que é o setor da agroindústria responsável por isso. Segundo dados do Incra, a agricultura familiar ocupa 24% das terras brasileiras e produz 70% dos alimentos que chegam à mesa do brasileiro, enquanto o agronegócio ocupa 76 % das terras e produz apenas 30% da comida. Outro dado alarmante e que põe por terra a ideia que o agronegócio gera emprego e renda para a população, é que este setor é responsável por apenas 26% de mão de obra, enquanto que a agricultura familiar ocupa 74%.

Além destes dados, tem se a constatação de que o agronegócio desmata para a produção de monocultura em larga escala, poluí os alimentos, a terra, a água e o corpo humano, além de provocar a violência no campo com a disputa de terras, e ser também responsável pelo trabalho análogo ao escravo.

A ausência de todos estes elementos resultam na insegurança alimentar e nutricional, que causa a desnutrição e obesidade. Um dos lados da insegurança alimentar é da falta de alimentos e a outra da alimentação composta por produtos industrializados, gerando a obesidade. Em Juazeiro, segundo dados do SISAN, 22% das crianças estão desnutridas e 7% estão com sobrepeso. Moacir esclarece que o índice de insegurança alimentar no território está acima da média nacional, por isso, a urgência em se instituir a política municipal de Segurança Alimentar, “os municípios não são autossuficientes na agropecuária. Essa potencialidade requer uma política, em todas as esferas, no sentido de fortalecer a agricultura familiar na produção de alimentos de verdade”, argumenta.

Segundo censo Demográfico do IBGE, de 2010, Sento-Sé, um dos dez municípios do território, tem 33,8% de sua população total em extrema pobreza, e segundo o Mapa de Insegurança alimentar e Nutricional (MapaInsan), elaborado pelo MSDA, em 2014, “estima-se que 710 famílias estejam em situação de insegurança alimentar e nutricional no Município, sendo 412 na área urbana e 298 na área rural, o que representa 2.126 pessoas”, sistematizou o documento.

Com estes índices, o município não dispõe ainda da Lei e nem aderiu ao Sistema Nacional de SAN, sendo todo esse debate uma novidade para o município, segundo a secretária de Assistência Social, Teresa Rodrigues. Teresa explica que a partir desta provocação do Consea – BA, sensibilizará a gestora local sobre a necessidade de construção da política municipal de Segurança Alimentar e adesão ao Sistema Nacional. “É de suma importância construir esta política no município. Sabemos que quando a população é mais orientada sobre alimentação, o povo tem mais saúde. Sabemos que o nosso município é rico em termos de agricultura familiar”, argumenta a secretária.

Mas no Território, tem outros municípios que estão na construção da Política, como o município de Uauá, que está na construção do Plano de Segurança alimentar, onde já instituiu o Conselho Municipal de SAN e aderiu ao SISAN. O município, segundo censo de 2010, do IBGE, tem 28,52% da população total em situação de extrema pobreza, correspondendo a cerca de 7 mil pessoas.

A Secretária de Assistência Social, Pedrina Mendes, explica que o município está caminhando junto a população para sensibilizá-la sobre a importância deste tema, assim como vem dialogando com os diversos entes públicos. “Precisa de muitos esclarecimento, precisa trabalhar na educação, esclarecer as famílias sobre a importância da segurança alimentar. Isso terá um resultado positivo, uma boa alimentação melhora todas os índices do município”, argumenta Teresa.

Para a secretária é preciso ter uma junção das secretarias para pensar ações articuladas para assegurar a segurança alimentar no município “sendo trabalhado uma conscientização com as famílias, nas escolas, na saúde e com todas as políticas terá um resultado positivo, porque uma boa alimentação melhora todas os índices do município, em todas as áreas das políticas públicas”, conclui.

Juazeiro, Uauá e Curaçá já fizeram a solicitação de adesão ao Sistema e outras etapas para conseguir criar a implementar a política municipal de Segurança Alimentar. Outros municípios do Território ainda estão iniciando o debate sobre esta política, quanto alguns ainda não tinham se atentado sobre estas questões.

O Consea estadual se dispôs a contribuir com os municípios em fazer outros encontros para debater o tema a nível local, além de mobilizar a sociedade organizada sobre a importância de compreender este conceito e sensibilizar o poder público sobre a sua obrigação de garantir o direito da população à alimentação.

Comunicação/IRPAA

Prefeitura de Mulungu do Morro-BA tem contas de 2016 aprovadas

As contas da Prefeitura de Mulungu do Morro, da responsabilidade de Fredson Andrade de Souza, relativas ao exercício de 2016, foram aprovadas com ressalvas pelo Tribunal de Contas dos Municípios. O julgamento ocorreu na sessão desta terça-feira (10/10) e o voto foi aprovado por unanimidade. O conselheiro Plínio Carneiro Filho, relator do parecer, multou o gestor em R$1 mil pelas falhas e irregularidades identificadas no relatório técnico.

O acompanhamento da execução orçamentária registrou que não foram encaminhadas, através do sistema SIGA, as certidões de prova de regularidade fiscal e trabalhista para contrato; pagamento irregular de despesa com sendo referentes à área de saúde; e divergência entre o valor de transferências constitucionais e legais contabilizadas pela prefeitura e o informado pelo Banco do Brasil, STN e Sefaz-BA. Cabe recurso da decisão.

Ascom/TCM BA

Irecê-BA: Prefeitura divulga resultado de Processo Seletivo (REDA)

Foi divulgado, nesta segunda-feira (09), o resultado do Processo Seletivo Simplificado (REDA) em Irecê. A seleção obteve 1.645 inscritos e conta com 78 vagas nas áreas de Assistência Social, Psicologia, Nutrição, Direito, Enfermagem, entre outras. Os candidatos ainda têm prazo para recurso, que é nessa terça-feira (10). A próxima etapa será a homologação e, posteriormente, a convocação dos aprovados dentro no número de vagas.

O REDA tem validade de um ano, improrrogável, e após esse período será realizado o concurso para o provimento de cargos efetivos no município. Para acessar a lista de aprovados, clique em: https://goo.gl/47tyst

Ascom/Prefeitura de Irecê

Confira os selecionados no Festival da Canção do Território de Irecê

A equipe de produção do projeto considerou satisfatória as inscrições para o Festival da Canção do Território de Irecê, muito além do esperado. No total foram 80 músicas inscritas, envolvendo 16 municípios do Território, com destaques para Irecê e São Gabriel, que representaram 50% das inscrições.

Os representantes de Irecê são Wânia Deise com a composição “Meu Samba Tem Compasso”, Asley Gonçalves com “Tudo ao Contrário”, Emanuela Rios com “As Palmeiras”, Jhesu Samuel com “Louca Canção”, Clendson Barreto com “Lamento de Diamantes”, Silva Dias com “O Hoje”, Sócrates Júnior com “Bicho Feroz” e Jaíne Bastos com “Meu Destino”.

O processo de pré-seleção aconteceu nos dias 07 e 08/10/17 e contou com a participação de membros da Comissão Organizadora: Naiara Alecrim (Coordenadora/Proponente); Priscila Santos (Auxiliar de Produção); Gerri Cunha (Músico, Compositor e Produtor Cultural); Danilo Ormonde (Músico, Sanfoneiro, Compositor e Diretor do D.O Studio); João Pereira (Compositor e Representante da Secretaria de Cultura do Estado);Leonardo Nery (Músico e Compositor) e Cléber Eduão (Poeta, Compositor e Assessor Cultural do I FESTCANTI).

Os critérios utilizados pela Comissão foram: análises das letras; melodias; harmonias; interpretação/afinação, além das regras do Edital e orientações da Política Estadual de Cultura e Fundo de Cultura da Bahia.

As 20 músicas classificadas vão se apresentar no dia 17 de outubro, na Praça Largo da Pátria, em São Gabriel-BA. Pela grande quantidade de canções inscritas, a Comissão também selecionou 03 suplentes, que só serão convocadas caso haja desistência de algum classificado.

A Equipe do Projeto FESTCANTI agradece a participação efetiva dos compositores do Território de Irecê e convida a todos, classificados ou não, para fazerem parte desse importante movimento musical no sertão da Bahia.

O Projeto “I Festival da Canção do Território de Irecê” tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura da Bahia, Secretaria da Fazenda, Secretaria de Cultura do Estado – Edital “Territórios Culturais 2016”. A realização é da Cidadezinha Produções; o Apoio Local é da AMATI Produções e Prefeitura de São Gabriel.

Da Redação

Irecê-BA: Elmo Vaz (PSB) assina contrato com a Caixa para construção de praça esportiva no bairro Paraíso

Assinatura de convênio da Prefeitura de Irecê junto a Caixa. Foto: Ascom

O prefeito Elmo Vaz (PSB) assinou nesta segunda-feira (09), em Feira de Santana, convênio com a Caixa Econômica Federal para a construção de uma praça, com diversos equipamentos esportivos, no bairro do Paraíso.

Segundo o prefeito, o convênio assinado no valor de R$ 405 mil, é oriundo de uma emenda da senadora Lídice da Mata (PSB), junto ao Ministério dos Esportes. “Este é um compromisso feito ainda na campanha. Buscamos os recursos necessários para a construção da praça esportiva, que vai ser importante para o fomento do esporte no Paraíso”, disse Elmo.

Ainda de acordo com o prefeito, “o projeto foi discutido com a comunidade do bairro, que opinou sobre a localização e a necessidade da praça. Agora vamos licitar para dar início às obras”, pontuou.

Ascom/Prefeitura de Irecê

São Gabriel-BA: Jairo Souza Rocha de 44 anos é assassinado em Bar na Zona Rural do Município

Jairo Souza Rocha, de 44 anos foi assassinado com golpes de faca na noite do último sábado (23), por volta de 22h30 em São Gabriel, município do Território de Irecê.

De acordo com informações da Polícia Civil, o crime ocorreu dentro de um bar, que fica na Comunidade de Pitial, Zona Rural do município.

Edson Pereira Sipriano, suspeito do crime foi preso em flagrante pela Polícia Militar. A motivação da briga seria um desentendimento antigo entre ambos. A arma do crime foi apreendida e o acusado permanece preso a disposição da Justiça.

Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica – DPT esteve no local e removeu o corpo da vítima para o Instituto Médico Legal – IML de Irecê para ser periciado.

Da Redação