Irecê comunica local de provas do REDA e prefeito confirma concurso efetivo

Foto: Divulgação/Internet

Com 1645 inscritos para contratação prevista inicialmente de 78 servidores em diversas áreas dos serviços públicos, foi encerrado o período das inscrições para o processo seletivo (REDA) do município de Irecê. A informação foi dada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura que informou os locais para a realização das provas.

Auxiliar de consultório dentário (PSF); técnico em enfermagem; enfermeiro (PSF); odontólogo e pedagogo estão entre as áreas mais concorridas. O processo seletivo tem validade de um ano, improrrogável, e após este período será realizado concurso público efetivo.

Para o prefeito Elmo Vaz, “o Reda, seguido do concurso efetivo, chega em um bom momento, aumentando a oferta de empregos no município e ao mesmo tempo qualificando melhor os serviços prestados à população”.

As provas acontecem no dia 24 de setembro, às 9h da manhã, nos Colégios Antônio Carlos Magalhães, Luiz Viana Filho, Cetep (Centro Territorial de Educação Profissional de Irecê) e Escola Municipal Antônio Carlos Magalhães.

Horário de provas – O processo está sendo realizado pela Fundação Cefetbahia de Apoio à Educação e Desenvolvimento Tecnológico, especializada em concurso. Conforme o ítem 7.6 do edital, os candidatos deverão estar nos locais de provas no máximo às 8h50, quando os portões serão fechados. A prova terá duração de 3h, conforme consta no ítem 7.5 do mesmo edital.

Confira o seu local de prova: https://goo.gl/bR4QAw

Cultura & Realidade com Ascom/Prefeitura de Irecê

Partilhar:

Terremoto de 7,1 graus mata mais de cem no México

Número de vítimas ainda é incerto. Foto: Yuri Cortez | AFP

Um terremoto de 7,1 graus sacudiu o México nesta terça-feira, 19, deixando ao menos 138 mortos no centro do país, segundo os primeiros informes das autoridades locais, enquanto continua o resgate em vários edifícios que desabaram, exatamente no 32º aniversário do tremor que destruiu a capital.

“Um total de 138 pessoas lamentavelmente perderam a vida: 36 na Cidade do México, 29 em Puebla, 64 em Morelos e nove no Estado do México”, disse à rede Televisa Luis Felipe Puente, diretor-geral da Defesa  Civil.

Os trabalhos de resgate continuam em vários edifícios que desmoronaram, onde se teme que haja dezenas de pessoas presas nos escombros.

Segundo a Prefeitura da Cidade do México, são pelo menos 49 os prédios que desabaram nas zonas do centro e do sul da capital.

O sismo ocorreu no dia em que se completam 32 anos do terremoto de 8,1 graus que deixou mais de 10.000 mortos em 1985 e reduziu a ruínas amplos setores da capital.

“Não é possível que tenha sido também em 19 de setembro!” – disse à AFP entre soluços Amalia Sánchez, secretária de 45 anos.

Mapa mostra onde ocorreu o terremoto. Foto: Reprodução | Twitter

O presidente Enrique Peña Nieto, que estava fora da Cidade do México, voltou à capital para coordenar os trabalhos de resgate.

“Estamos retornando neste momento (…) Veem-se imagens de desabamentos, de vários prédios colapsados (…) Tememos uma emergência na Cidade do México”, disse o presidente pouco antes de aterrissar em um aeroporto militar da capital.

O aeroporto internacional da Cidade do México suspendeu as operações durante três horas.

O sismo desta terça-feira ocorreu às 13h14 locais (15h14 de Brasília). O epicentro localizou-se entre os estados de Puebla e Morelos, perto da capital.

De Nova York, onde participa da Assembleia Geral da ONU, o presidente americano, Donald Trump, expressou apoio ao vizinho do sul, em cuja fronteira prometeu construir um muro separando os dois países, uma de suas mais controversas promessas de campanha.

“Que Deus abençoe o povo do México. Estamos com vocês e estaremos lá para ajudá-los”, escreveu no Twitter Trump, que mantém péssimas relações com o México e foi muito criticado por demorar dias em transmitir suas condolências após o terremoto no sul do país, que deixou quase uma centena de mortos no início do mês.

O sismo desta terça-feira ocorreu às 13h14 locais (15h14 de Brasília). O Instituto Sismológico do México havia estimado inicialmente o sismo em 6,8 para depois revê-lo a 7,1, teve seu epicentro localizado a 55 km da cidade de Puebla, perto da capital.

O Centro Geológico dos Estados Unidos (US Geological Survey) também estimou a magnitude do tremor em 7,1.

Desabamento

Na Cidade do México, na esquina da Alvaro Obregón e Medellín uma clínica de medicina alternativa de cinco andares desabou quase por completo.

Três feridos foram resgatados entre os escombros, enquanto voluntários procuravam mais pessoas. “Tem gente presa!”, gritava uma mulher.

No bairro Roma, uma escola desmoronou, esmagando pelo menos dois carros.

“Chegamos ao colégio e todo mundo [estava] chorando, todo mundo [ficou] desesperado e as crianças [ficaram] agarradas a uma corda”, contou à AFP Jorge López, de 49 anos, que estava com os filhos de 6 e 3 anos.

O aeroporto da Cidade do México suspendeu as operações, informaram as autoridades em sua conta no Twitter.

Enquanto isso, funcionários da Defesa Civil advertiam a população para o risco de vazamento de gás.

“Não fumem! Há vazamentos de gás!”, gritavam os socorristas, enquanto corriam pelas ruas na região de Roma Norte.

“Estou consternada, não consigo conter o choro, é o mesmo pesadelo de 1985”, disse à AFP, entre lágrimas, Georgina Sánchez, de 52 anos, chorando em uma praça da Cidade do México.

Na praça Cibeles, crianças com crise de pânico foram evacuadas da escola, enquanto os pais, angustiados, as buscavam em meio à multidão, constatou um jornalista da AFP.

“Estava caminhando pela (rua) Colima e as janelas começaram a se mexer. Vi as pessoas correndo, começaram a gritar. Ficou muito feio. Não queria me aproximar de nenhuma árvore. Tive que me jogar no chão”, contou Leiza Visaj Herrera, de 27 anos.

“Foi bastante forte. Os edifícios começaram a se mexer. As pessoas estão muito nervosas. Vi uma senhora que desmaiou”, contou Alfredo Aguilar, de 43 anos.

Em 7 de setembro passado, um terremoto de magnitude 8,1, o mais forte em um século no México, deixou 96 mortos e mais de 200 feridos no sul do país, especialmente nos estados de Oaxaca e Chiapas.

Em 19 de setembro de 1985, outro terremoto matou mais de 10.000 pessoas na Cidade do México.

Na manhã desta terça-feira, as autoridades tinham feito uma simulação de sismo.

A Cidade do México conta com um sistema de alertas que se ativa um minuto antes do sismo, mas jornalistas da AFP disseram que desta vez o alerta só foi ouvido no mesmo momento em que se sentiu o tremor.

Por Agência AFP

Partilhar:

Conselho de psicologia, deputado federal e psicóloga criticam decisão judicial sobre reversão sexual

O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho acatou parcialmente, na última quinta-feira (18), o pedido liminar em uma ação popular contra a Resolução 01/99 do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que permite psicólogos tratarem a orientação sexual de gays, lésbicas e bissexuais como doença, sendo curada a partir de terapia para reversão sexual. A liberação da Justiça impede que o CFP interfira ou censure o psicólogo que concorde com esta decisão.

A psicóloga Lígia Baruch Figueiredo ressalta que esse tipo de decisão normalmente acontece por misturar religião com psicologia “Não é possível mudar a inclinação sexual de ninguém. Mudança de orientação sexual torna a homossexualidade um problema, uma doença. Já avançamos no sentido de que não é uma doença. Por isso seria um grave retrocesso”, completou. A doutora Lígia Baruch atende bissexuais, homossexuais, heterossexuais e lésbicas há 25 anos.

O Conselho Federal de Psicologia, em seu site oficial, se posicionou contrário à ação afirmando que o Judiciário se equivoca ao desconsiderar orientações sexuais não heteronormativas. Destacando que a Resolução 01/99 trata outras sexualidades sem as criminalizar ou patologizar. O CFP informou que vai recorrer da decisão liminar.

Já o deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ) foi enfático em um texto publicado no Facebook: a homossexualidade é uma orientação sexual, tão normal, saudável e natural quanto à heterossexualidade ou a bissexualidade. Nenhum cientista de nenhum lugar do mundo diz que a homossexualidade ou a heterossexualidade possam ou devam ser “curadas” ou “revertidas”. Isso é uma burrice, uma loucura.

Por Yasmin Barreto/BNews

Partilhar:

Irecê-BA: Policiais do Serviço de Inteligência da 14ª Coorpin apreendem veículo com registro de roubo

Na manhã desta terça-feira (19), agentes do Serviço de Inteligência – SI – da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia Civil em Irecê, realizaram a apreensão de um caminhão modelo VW, 24-250, de cor branca e placas FEL-7610 da cidade de Lauro de Feitas – Bahia, que circulava pelas ruas da cidade.

De acordo com as informações do delegado Ernandes Junior, responsável pelo caso, após consultar o sistema os policiais constataram que o veículo se encontrava com restrição de furtado/roubado.

Em seguida, os policiais apreenderam e conduziram o veículo para delegacia, onde foi verificado que havia adulteração e restrição de roubo do caminhão, após perícia do Departamento de Polícia Técnica – DPT.

Fonte: Caraíbas FM

Partilhar:

Prefeitura de Irecê firma convênio com o Hospital Aristides Maltez

O prefeito Elmo Vaz assinou no último sábado (16), convênio entre a Prefeitura de Irecê e o Hospital Aristides Maltez para repasse mensal de recursos à instituição de Saúde. O ato contou com a presença de Eleusa Coronel, esposa do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Ângelo Coronel (PSD), e idealizadora do ‘Assembleia de Carinho’, ação formada pelas esposas dos deputados e pelas deputadas da ALBA, que realiza ações em prol da solidariedade.

Segundo Elmo, o Hospital, que é referência no tratamento do câncer, recebe atualmente cerca de 430 pacientes do município. “Esse repasse é importante para manter essa excelência de atendimento. Hoje o Aristides Maltez conta com 218 leitos, e um movimento diário de três mil pessoas em seus ambulatórios, com uma clientela 100% de pacientes do SUS”, explicou o prefeito.

Na ocasião, Eleusa Coronel destacou que o “Assembleia de Carinho” auxiliou no restabelecimento do convênio entre a ALBA e o Hospital Aristides Maltez, além ajudar outras instituições como o Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC), Casa Legislativa, a Fundação Dr. Jesus e a Instituição Manassés. “A maioria das esposas dos deputados já trabalha com ações sociais, nas regiões de atuação dos parlamentares. A ideia é unir os 63 corações, para que a solidariedade seja multiplicada em todas as regiões da Bahia”.

Ascom/Prefeitura de Irecê

Partilhar: