Conselho de psicologia, deputado federal e psicóloga criticam decisão judicial sobre reversão sexual

O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho acatou parcialmente, na última quinta-feira (18), o pedido liminar em uma ação popular contra a Resolução 01/99 do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que permite psicólogos tratarem a orientação sexual de gays, lésbicas e bissexuais como doença, sendo curada a partir de terapia para reversão sexual. A liberação da Justiça impede que o CFP interfira ou censure o psicólogo que concorde com esta decisão.

A psicóloga Lígia Baruch Figueiredo ressalta que esse tipo de decisão normalmente acontece por misturar religião com psicologia “Não é possível mudar a inclinação sexual de ninguém. Mudança de orientação sexual torna a homossexualidade um problema, uma doença. Já avançamos no sentido de que não é uma doença. Por isso seria um grave retrocesso”, completou. A doutora Lígia Baruch atende bissexuais, homossexuais, heterossexuais e lésbicas há 25 anos.

O Conselho Federal de Psicologia, em seu site oficial, se posicionou contrário à ação afirmando que o Judiciário se equivoca ao desconsiderar orientações sexuais não heteronormativas. Destacando que a Resolução 01/99 trata outras sexualidades sem as criminalizar ou patologizar. O CFP informou que vai recorrer da decisão liminar.

Já o deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ) foi enfático em um texto publicado no Facebook: a homossexualidade é uma orientação sexual, tão normal, saudável e natural quanto à heterossexualidade ou a bissexualidade. Nenhum cientista de nenhum lugar do mundo diz que a homossexualidade ou a heterossexualidade possam ou devam ser “curadas” ou “revertidas”. Isso é uma burrice, uma loucura.

Por Yasmin Barreto/BNews

Partilhar:

Irecê-BA: Policiais do Serviço de Inteligência da 14ª Coorpin apreendem veículo com registro de roubo

Na manhã desta terça-feira (19), agentes do Serviço de Inteligência – SI – da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia Civil em Irecê, realizaram a apreensão de um caminhão modelo VW, 24-250, de cor branca e placas FEL-7610 da cidade de Lauro de Feitas – Bahia, que circulava pelas ruas da cidade.

De acordo com as informações do delegado Ernandes Junior, responsável pelo caso, após consultar o sistema os policiais constataram que o veículo se encontrava com restrição de furtado/roubado.

Em seguida, os policiais apreenderam e conduziram o veículo para delegacia, onde foi verificado que havia adulteração e restrição de roubo do caminhão, após perícia do Departamento de Polícia Técnica – DPT.

Fonte: Caraíbas FM

Partilhar:

Prefeitura de Irecê firma convênio com o Hospital Aristides Maltez

O prefeito Elmo Vaz assinou no último sábado (16), convênio entre a Prefeitura de Irecê e o Hospital Aristides Maltez para repasse mensal de recursos à instituição de Saúde. O ato contou com a presença de Eleusa Coronel, esposa do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Ângelo Coronel (PSD), e idealizadora do ‘Assembleia de Carinho’, ação formada pelas esposas dos deputados e pelas deputadas da ALBA, que realiza ações em prol da solidariedade.

Segundo Elmo, o Hospital, que é referência no tratamento do câncer, recebe atualmente cerca de 430 pacientes do município. “Esse repasse é importante para manter essa excelência de atendimento. Hoje o Aristides Maltez conta com 218 leitos, e um movimento diário de três mil pessoas em seus ambulatórios, com uma clientela 100% de pacientes do SUS”, explicou o prefeito.

Na ocasião, Eleusa Coronel destacou que o “Assembleia de Carinho” auxiliou no restabelecimento do convênio entre a ALBA e o Hospital Aristides Maltez, além ajudar outras instituições como o Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC), Casa Legislativa, a Fundação Dr. Jesus e a Instituição Manassés. “A maioria das esposas dos deputados já trabalha com ações sociais, nas regiões de atuação dos parlamentares. A ideia é unir os 63 corações, para que a solidariedade seja multiplicada em todas as regiões da Bahia”.

Ascom/Prefeitura de Irecê

Partilhar: